31 de outubro de 2012

John Ogu junta-se ao rol de baixas

Pedro Emanuel continua privado de oito jogadores, uma vez que Magique já participou no treino

Primeiro treino da semana, depois do empate de segunda em Alvalade, e nada de novo. Ou quase. Na verdade, Pedro Emanuel continua privado do concurso de oito jogadores: Halliche, João Real, Reiner Ferreira, Hélder Cabral,Marcos Paulo, Carlos Saleiro, Serge NGal e, agora, também Ogu.

O nigeriano recolheu ao ginásio, junto com os restantes colegas em recuperação, logo depois de ter ouvido a palestra de Pedro Emanuel no centro do relvado. O problema do ex-leiriense não parece, contudo, ser preocupante, tanto que o médio, segundo o clube, já deverá treinar-se esta quinta-feira.

Isso, nos 15 minutos abertos ao público, que revelaram ainda o regresso de Magique, já curado da febre que o afetara.

A Académica prepara o jogo com o Estoril, da oitava jornada da Liga, agendado para o próximo domingo, em Coimbra, pelas 18 horas.

in maisfutebol.iol.pt

2012/2013 - 09J - Fc Porto - Académica: Horário: Dom, 11Nov, 18h


At. Madrid interessado no júnior Pedro Nuno


Pedro Nuno, médio de 17 anos, é alvo de interesse do Atlético de Madrid, sendo possível que na próxima temporada possa representar os colchoneros.

Contactado por A BOLA, o agente Pedro Charana confirmou o interesse do clube espanhol:

— O At. Madrid tem mantido contacto comigo e brevemente haverá novidades sobre o assunto.

in abola.pt

N'Gal: «Espero encontrar solução em janeiro»

LAMENTA JOGAR POUCO E ABRE A PORTA DA SAÍDA

Serge N’Gal não está satisfeito com a condição de suplente – às vezes nem isso – em Coimbra. O avançado camaronês tem sido pouco utilizado por Pedro Emanuel, apenas participou em 4 dos 13 desafios oficiais da equipa, e confessa que esperava jogar mais ao serviço da Briosa. “Estou triste, porque em agosto vinha de uma temporada complicada na Argélia e tinha grandes esperanças ao vir para a Académica".

in record.xl.pt

Seleção: Ricardo pré-convocado para o jogo com o Gabão


O guarda-redes da Académica, Ricardo, foi pré-convocado para a Selecção Nacional! As excelentes exibições do 12 da Briosa chamaram a atenção do Seleccionador Nacional, Paulo Bento, que decidiu incluir o atleta da Académica na lista de pré-convocados para o jogo frente ao Gabão.


Portugal defronta a selecção africana no dia 14 de Novembro, na África do Sul, em partida de preparação para os jogos de qualificação para o Mundial.

A lista final de convocados é conhecida no dia 8 de Novembro mas não deixa de ser uma excelente notícia para a Académica e, sobretudo, para o guarda-redes Ricardo, que tem sido uma das figuras em destaque da turma orientada por Pedro Emanuel.

A pré-convocatória do jogador resulta do trabalho que toda a equipa tem vindo a desenvolver, em mais uma prova de que a Académica está definitivamente no bom caminho.

Parabéns Ricardo!

in academica-oaf.pt

2012/2013 - Liga Europa: Académica - At. Madrid: Bilhetes


Já se encontram à venda os bilhetes para o jogo mais esperado do ano em Coimbra! A Briosa recebe o Atlético de Falcao, o vencedor da Liga Europa, líder da Liga Espanhola e super-campeão europeu. Melhor cartaz é impossível...

O jogo está agendado para o dia 8 de Novembro, pelas 18:00, no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra e os ingressos encontram-se à venda a partir de 15 euros.

Para conferir o preço dos bilhetes, confira a tabela abaixo publicada!

Sócios e Estudantes pagam 15 euros

Para o encontro frente ao líder da Liga Espanhola, os sócios da Briosa e os estudantes pagam apenas 15 euros, sendo que a diferença reside no facto de os associados dos "estudantes" terem a possibilidade de comprar mais um bilhete (de acompanhante) pelo preço de sócio e para a bancada central!

Relativamente aos não sócios, os bilhetes variam entre os 20€ (sul inferior) e os 30€ (centrais).


Pode adquirir o seu bilhete na Loja do Sócio, no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra, entre as 10:00 e as 13:00 e as 14:00 e as 18:00. No dia do jogo, o espaço estará naturalmente aberto.

Não fique em casa e apoie os "estudantes" do princípio ao fim. A sua presença é fundamental até porque todos juntos somos mais fortes!!!

Força Académica!

Confira o preço dos bilhetes: 

Sócios com Pack Europa Entrada gratuita + 1 acompanhante a preço de sócio (15€ cada)
Sócios sem Pack Europa 15 € + 1 acompanhante a preço de sócio (15€ cada)
Estudantes - Sul Inferior 15 €
Público - Sul Inferior 20 €
Público - Centrais 30 €

in academica-oaf.pt

2012/2013 - 08J - Académica - Estoril: Bilhetes


á são conhecidos os preços dos bilhetes para o jogo entre a Académica e o Estoril, da 8ª jornada da Liga ZON Sagres, um encontro agendado para o dia 4 de Novembro, pelas 18:00, em Coimbra.

A Académica quer voltar a casa para conquistar os três pontos no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra de modo a subir na tabela classificativa.


Os preços dos ingressos para o Académica vs Estoril já são conhecidos, sendo que o jogo está incluído no Pack 10 Jogos.

Refira-se que os sócios que não são portadores de bilhete de época poderão assistir ao duelo entre a Académica e os canarinhos por 5 euros. Confira a tabela abaixo publicada onde pode consultar o preçário para o jogo da 8ª jornada!

Como já percebeu, ser Sócio da Briosa, para além de ser um orgulho, garante-lhe também vantagens enormes no que respeita às condições que lhe são proporcionadas para ver os "estudantes" em acção. Ser sócio da Académica torna tudo mais fácil e económico! Se ainda não é, não perca tempo e torne-se já hoje associado da mágica Briosa carregando aqui.

Pode adquirir o seu bilhete na Loja do Sócio, no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra, entre as 10:00 e as 13:00 e as 14:00 e as 18:00. No dia do jogo, o espaço estará naturalmente aberto.

Não fique em casa e apoie os "estudantes" do princípio ao fim. A sua presença é fundamental até porque todos juntos somos mais fortes!!!

Força Académica!

Confira o preço dos bilhetes: 

Sócios com bilhete de época (pack 10 jogos incluído) Entrada gratuita
Sócios sem bilhete de época     5 €
Público - Sul Inferior 10 €
Público - Bancadas Centrais Inferiores 20 €
Público - Bancadas Centrais Superiores 25 €
Infantil (até aos 10 anos) 5 €

in academica-oaf.pt

30 de outubro de 2012

2012/2013 - 08J - Académica - Estoril: Bilhetes


in site mancha negra

2012/2013 - 07J - Sporting 0 - Académica 0

2012/2013 - 07J - Sporting 0 - Académica 0



nº espectadores: 25 056
nota ao árbitro Bruno Esteves: 3
melhor do Sporting: Viola
melhor da Académica: Ricardo


A Académica empatou esta segunda-feira em Alvalade, frente ao Sporting, numa partida que fechou a jornada 7 da Liga ZON Sagres. Com este resultado, a Briosa passa a somar 8 pontos na tabela classificativa, ocupando agora a oitava posição.

No duelo disputado em Lisboa, o total de remates feitos por ambas as equipas na estatística após o jogo é sinónimo do que se passou em campo. Foram, ao todo, 17 remates que os "estudantes" realizaram à baliza de Rui Patrício - nenhum deles com o destino pretendido, é certo - e que espelham bem a superioridade da Académica ao longo da partida.

O empate aceita-se mas, a haver um vencedor, esse teria de ser a Briosa. Com muitos ausentes por lesão, Pedro Emanuel apresentou um onze distinto do habitual mas nem por isso a Académica perdeu identidade. Dominou as incidências do encontro, andou mais perto do golo mas o nulo manteve-se até ao final.

Nas bancadas, foram perto de duas centenas os adeptos que se deslocaram de Coimbra até Alvalade... numa segunda-feira. Palavras para quê...

in academica-oaf.pt
 
Crónica (Maisfutebol) 

Francky Vercauteren deve ter ficado com os cabelos em pé depois ter assistido ao empate do Sporting frente à Académica em Alvalade. Uma exibição confrangedora, sem ponta por onde se pegue. Como é que é possível que uma equipa [definição generosa] que já realizou treze jogos oficiais esta época continue a jogar desta forma? Sem qualquer intensidade, sem automatismos, sem uma ideia de jogo? No final, mais assobios e pedidos de demissão para Godinho Lopes. 

Esta noite, Oceano Cruz baralhou as cartas, mas manteve a coerência que os leões têm transmitido, pela negativa, desde o início da época. Lançou Arias na Liga, ofereceu a titularidade a Viola, mas em campo nada mudou. A equipa estendeu-se no relvado no habitual 4x3x3, com Rinaudo e Schaars colados um ao outro e Adrien ligeiramente mais adiantado, entre Viola e Pranjic, no apoio a Wolfswinkel. Faltou depois tudo o resto: pressão, velocidade, compensações, desmarcações. Nada aconteceu, a não ser uma sucessiva troca de bolas, sem qualquer intenção, sempre previsíveis, ao ponto da Académica intercetar muitas delas e de ter criado as melhores oportunidades da primeira parte.

Ao longo de todo o primeiro tempo, os leões não conseguiram somar mais do que dois remates frouxos de Viola e uma cabeçada inofensiva de Insúa. De resto, foi uma espetáculo deprimente, uma sucessão de equívocos, uma mão cheia de nada. Valeu aos leões uma Académica fragilizada por muitas ausências, muito longe daquela que roubou a taça aos leões no final da última temporada. Os estudantes chegaram muitas vezes à área de Patrício em vantagem, estiveram perto do golo numa cabeçada de Cissé, mas também caíram no jogo melancólico que se assistiu esta noite em Alvalade.

Não pode ser pior...ou pode?

Francky Vercauteren, que assistiu ao jogo da bancada de imprensa, não pode ter gostado do que viu. A verdade é que se levantou antes do intervalo (terá descido aos balneários?) e Oceano trocou Arias, que mal se viu na primeira parte, por Gelson Fernandes, um médio que a imprensa suíça garante que em janeiro está de volta ao Sion. Em teoria, não podia ser pior do que a primeira parte. Mas foi. O início da segunda parte ficou marcado por uma sucessão de maus passes e os adeptos, que até aqui tinham estado a apoiar a equipa, perderam a paciência. Assobios e o tradicional «joguem à bola», agora com uma nova melodia, passaram a fazer parte da banda sonora deste triste espetáculo.

Assobios mais intensos para a saída de Adrien e os primeiros aplausos para a entrada de Izmailov, mas logo a seguir, depois de mais um mau passe de Gelson, Marinho destacou-se e quase bateu Rui Patrício com um «chapéu». A bola queimava nos pés dos jogadores do Sporting, ninguém a queria e, quem a recebia, queria despachá-la o mais depressa possível para o companheiro do lado. A atrapalhar, uma chuva que caia cada vez com mais intensidade e Boulahrouz lesionou-se quando Betinho estava pronto para entrar. Oceano hesitou, mas lançou o jovem avançado na mesma, com Rinaudo a recuar para ajudar Rojo a tapar o buraco na zona central.

Completamente desequilibrados, os leões atacaram com o coração e o jogo ganhou, finalmente, alguma emoção, com a Académica a tentar aproveitar o total desacerto do adversário nas transições defensivas. O jogo ganhou velocidade, mas o jogo continuou a ser pobre, muito pobre. Oceano despede-se com três derrotas e um empate. Francky Vercauteren, que amanhã herda uma equipa com sete pontos em sete jornadas, tem muito trabalho pela frente, falta saber se vai ter tempo e a paciência dos adeptos para isso.


Destaques (Maisfutebol)

A figura: Cleyton

Uma abertura tremenda para Cissé e um roubo de bola que terminou com Cleyton no chão. Dois momentos que mostraram bem o que fez o camisola 20 da Briosa em Alvalade. O brasileiro teve visão de jogo acima dos restantes intérpretes, seja com bola ou sem ela. Na defesa, ajudou Keita e Makelele com um jogo mais posicional que os colegas, de maior inteligência na cobertura dos espaços, a adivinhar o que o Sporting ia fazer com a bola. Assim foi quando tirou a bola a Adrien e este teve de o travar, numa falta para amarelo; depois, a atacar, deu quase sempre uma linha de passe aos colegas e, melhor do que isso, deu-lhes a bola sempre em boas condições. Se alguma ideia e criatividade houve em Alvalade, saiu de cabeça e pés de Cleyton. Saiu numa altura em que mais valia ter o empate na mão do que arriscar perder o ponto.

A desilusão: Adrien

Um jogo para esquecer. Mal no passe, mal no transporte de bola, passivo. Viu um cartão amarelo depois de fazer um passe à queima para Rojo, que o argentino teve dificuldade em devolver, obviamente. Adrien depois leu mal e teve de travar Cleyton que já fugia para um contra-ataque em que a Académica ficava numa vantagem de 4 para 1. Uma prova, uma só, mas que foi conclsuiva daquilo que foi a noite do médio português. 

O momento: minuto 60

Já se tinha percebido bem o que estava a acontecer no relvado de Alvalade. Provavelmente, o golo chegaria assim: perda de bola do Sporting, transição rápida da Académica e remate certeiro. Só não foi assim porque Rui Patrício fez uma defesa gigantesca numa tentativa de chapéu de Marinho após passe de Cissé. Enorme o guarda-redes do Sporting.

Outros destaques

Makelele

Impressionante correria no relvado de Alvalade, sempre atrás do médio contrário que tinha a bola. É certo que muito do que o Sporting não fez em Alvalade nesta noite teve culpa própria. Mas é justo dizer que Makelele contribuiu e muito para esse jogo sem chama, com a bola a queimar nos pés dos leões. O camisola 8 dos estudantes fez quilómetros sem a bola ¿ o resto ficou para Cleyton ¿ e meteu os médios do Sporting no bolso. Ou eles esconderam-se lá, que vale o mesmo.

Viola

Há por ali futebol naqueles pés, o que é de estranhar no momento que o Sporting atravessa. Não por os leões não terem jogadores de qualidade (têm), mas porque Viola destoou de todos os outros nos primeiros 45 minutos da noite, em Alvalade. Os outros sem ideias, a esconderem-se, ele com vontade e garra a escrever linhas de futebol no relvado. Os únicos remates que o Sporting atirou à baliza na primeira parte saíram do pé direito do ex-Racing: um aos 13 minutos, outro aos 37. O Sporting do primeiro tempo resumiu-se a isto. O que é pouco para a equipa e alguma coisa para Viola. Caiu imenso na segunda parte, o que é pena.

Rui Patrício e Ricardo

O nulo de Alvalade também se explica pelos guarda-redes. O do Sporting é dos poucos jogadores fiáveis no momento que a equipa atravessa. Patrício fez a defesa da noite ao minuto 60, num lance já acima descrito. Aí, salvou o leão, tal como Ricardo fez o mesmo, em parada menos vistosa, mas igualmente eficaz, a remate de Van Wolfswinkel.

Izmailov

Num cenário mau, com o relógio a pressionar e o público a perder a paciência, veio a frieza do russo tentar dar ânimo à causa leonina. Izmailov bem tentou organizar e e pegar no jogo, mas não pode fazer tudo sozinho. Ainda assim, quase que era decisivo, com um passe a isolar Van Wolfswinkel. O problema foi o remate do holandês e a perna de Ricardo.


Opiniões (Maisfutebol)

Oceano Cruz: «Foi uma partida complicada para nós perante uma Académica forte defensivamente. Faltou-nos uma certa mobilidade e a Académica acabou por suster-nos. Há mérito da Académica e um pouco de demérito da nossa parte. Perante o estado de ansiedade desta equipa, é normal que seja difícil aos jogadores libertarem-se disso. O novo treinador tem acompanhado a equipa, que precisa de se organizar, a diminuir a distância entre linhas. O Sporting está numa situação que é complicada para todos nós. Nesta altura, o importante é pensar jogo a jogo. Já sou treinador há muitos anos, é extraordinário treinar o Sporting mas fiquei triste por não conseguir os resultados que a equipa precisava. O meu futuro? Os interesses do Sporting está acima de tudo. Brevemente, todos ficarão a saber.»

Pedro Emanuel, treinador da Académica, depois do empate diante do Sporting, no Estádio de Alvalade, em jogo da 7ª jornada da Liga:

«Estou satisfeito pelo carácter e pelo desempenho que estes jogadores tiveram . Gosto de planteis competitivos e este é um plantel competitivo que preenche os requisitos para jogar em qualquer campo. Foi o que aconteceu hoje. Ficou demonstrado que queríamos a vitória, não o conseguimos, mas empatar em Alvalade é meritório. Fazer dezassete remates em Alvalade revela uma grande audácia, perante a capacidade do adversário, por isso estamos de parabéns».

[Adrien era o patrão na Académica, mas em Alvalade parece um fantasma, como explica isto?]
«Com todo o respeito que tenho pela profissão que desempenho, não vou responder. Não falo daquilo que se passa na casa dos outros. Poderia falar se o Adrien fosse jogador da Académica, mas assim penso que é pouco ético estar a falar».

Pedro Emanuel: «Antes de mais, queria deixar um agradecimento aos nossos adeptos. Num dia de semana, com um tempo destes, é fantástico. Não o fiz em Madrid, onde estiveram 1.200 adeptos e lamento. Penso que uma equipa que fez tantos remates e não marca, denota falta de eficácia. A haver um vencedor, e com todo o mérito, seria sem dúvida a Académica. Se analisarmos o que se passou no jogo, já sei que irão dizer que foi pouco Sporting, mas penso que se deve valorizar o trabalho da Académica.»

Ricardo, guarda-redes da Académica, em declarações após o jogo com o Sporting, para a jornada 7 da Liga 2012/13, que terminou 0-0:

«Sabíamos que ia ser um jogo difícil, o Sporting tinha o orgulho ferido. Se tivéssemos tido mais tranquilidade no ataque podíamos ter marcado. Nota-se que o Sporting está intranquilo.O tempo corria a nosso favor e isso podia trazer assobios dos adeptos. Sabíamos que podíamos aproveitar isso. Sentimos que fizemos um bom jogo, mas por vezes não definimos bem no último passe e depois o Patrício fez uma grande defesa. Se é a minha melhor época? Sinto que estou bem, mas prefiro realçar o coletivo e a equipa está em crescendo. Seleção? Sonhos há sempre, depois podem ou não ser concretizados. A seleção está bem servida com os três guarda-redes que tem. 

Acerca do último lance, em que o Sporting reclama atraso ao guarda-redes

«Foi um cruzamento que larguei para a frente, o nosso defesa tocou na bola por instinto e depois eu agarrei.»

Marinho, jogador da Académica, comentou desta forma o empate com o Sporting. Declarações na flash interview:

«Viemos à procura da vitória, como em todos os jogos. Infelizmente hoje não conseguimos mas penso que foi um bom espectáculo. Quero agradecer ao nosso público que veio em grande número. Já provámos que somos capazes de garantir grandes resultados. Quem trabalha assim está sempre mais perto de vencer, hoje não conseguimos mas garantimos um ponto. Sporting? É um clube grande e com certeza dará a volta por cima.»

Júnior Lopes, defesa da Académica, em declarações após o jogo com o Sporting, para a jornada 7 da Liga 2012/13, que terminou 0-0:

«Tendo em conta que o jogo foi fora foi bom. Queríamos um resultado positivo e procurámos isso o jogo inteiro. Se eles queriam vingar a Taça? Cada jogo é um jogo, a final da Taça é um jogo atípico, está tudo concentrado ali. Aqui foi um jogo a meio da época. Acreditámos que podíamos ganhar e agora não foi diferente. Na Taça, queremos ir à final, o Pedro Emanuel diz-nos para ter ambição de ganhar, já dizia isso nos particulares de pré-época.»


Minuto a minuto (Maisfutebol)

90' FINAL DO JOGO! Sporting - 0 Académica - 0: Uma das claques do Sporting pede a demissão de Godinho Lopes depois de mais uma triste exibição dos leões que resultou num nulo frente à Académica. Em sete jornadas, os leões somam sete pontos.
90' Mesmo sobre o apito final, os leões reclamam de um alegado atraso ao guarda-redes, mas Bruno Esteves acaba com o jogo.
90' Rojo remata à entrada da área para defesa apertada de Ricardo.
90' SUBSTITUIÇÃO Académica . Sai Cleyton entra John Ogu
90' Mais três minutos...
90' Edinho remata à meia volta para defesa de Patrício.
90' CARTÃO AMARELO para Izmailov (Sporting )
90' Muitos adeptos começam a abandonar as bancadas.
89' CARTÃO AMARELO para Júnior Lopes (Académica )
88' CARTÃO AMARELO para Van Wolfswinkel (Sporting ) por simulação na área da Académica.
86' Pranjic destaca-se, com epsaço, Ricardo sai ao seu encontro, chega primeiro, mas não consegue evitar o choque. Pranjic precisa de receber assistência...
85' SUBSTITUIÇÃO Académica . Sai Salim Cissé entra Edinho
84' Wilson Eduardo, na marcação de um livre, sobre a esquerda, atirou direto e obrigou Patrício a afastar para canto.
83' Wilson Eduardo cobra um livre direto, mas por cima.
82' CARTÃO AMARELO para Viola (Sporting )
79' CARTÃO AMARELO para Danijel Pranjic (Sporting )
76' RICARDO DEFENDE!!! Izmailov descobre Van Wolfswinkel e este com apenas Ricardo pela frente atira para defesa do guarda-redes da Académica!
73' CARTÃO AMARELO para Rinaudo (Sporting )
71' Ricardo fez uma grande defesa a remate de cabeça de Betinho, mas o árbitro já tinha assinalado bola fora, quando Viola fez o cruzamento.
70' SUBSTITUIÇÃO Sporting . Sai Khalid Boulahrouz entra Betinho. Oceano mantém a entrada do avançado.
69' Boulahrouz não continua, Sporting com dez.
69' Boulahrouz cai no relvado agarrado à coxa. Ia entrar Betinho, mas parece que Oceano vai ter de mudar o plano.
68' Passou o perigo, bola para fora.
67' Canto para a Académica.
65' SUBSTITUIÇÃO Académica . Sai Afonso entra Wilson Eduardo
63' Afonso remata de pé esquerdo para Patrício defender.
60' QUE TREMENDA DEFESA DE PATRÍCIO!!!! Mais uma vez o Sporting perde a bola em zona proibida (Gelson), Cissé toca para Marinho que tenta o chapéu ao guarda-redes do Sporting. Patrício recua e salta para evitar o golo, com uma palmada!
58' Cleyton cobra o canto, mas o Sporting resolve na área.
58' SUBSTITUIÇÃO Sporting . Sai Adrien Silva entra Izmailov
57' Enésima perda de bola do Sporting a meio-campo, Cissé remata, mas a bola é desviada e há canto para a Briosa.
54' Do Topo Sul de Alvalade ouve-se isto: «Joguem à bola»
52' E mais uma vez a Académica não consegue nada do livre.
52' Mais um livre lateral a favorecer a Académica. É o terceiro em dois minutos, diga-se.
51' Estão 25 056 espectadores em Alvalade.
50' O livre não dá em nada.
50' Falta a favor da Académica, em posição lateral.
49' Cleyton cobra um livre, Júnior Lopes salta na área do Sporting, mas cabeceia sem perigo, para fora.
48' Izmailov, Capel e Jeffrén aquecem no Sporting.
46' RECOMEÇA A PARTIDA
46' SUBSTITUIÇÃO Sporting . Sai Arias entra Gelson Fernandes
45' Regressam as equipas.
45' Izmailov e Gelson juntam-se a Xandão no aquecimento.
45' No descanso, há um jogador do Sporting a aquecer: Xandão.
45' INTERVALO NA PARTIDA ENTRE Sporting e Académica: uma primeira parte de quase nada, com uma exibição confrangedora da parte do Sporting que a Académica também não soube aproveitar. Vercauteren deve ter desesperado aqui na bancada e saiu um pouco antes do intervalo.
45' Vercauteren deixa a bancada antes do intervalo...
44' CARTÃO AMARELO para Adrien Silva (Sporting ) por falta sobre Cleyton.
42' Mais uma falta sobre Viola, o mais irreverente do ataque dos leões.
40' Schaars, na marcação de um livre, coloca a bola na área, mas Nivaldo afasta de cabeça.
37' Viola ganha espaço sobre a esquerda e atira junto ao primeiro poste, mas estava lá Ricardo.
37' Cleyton atira de longe à figura de Patrício.
34' CARTÃO AMARELO para Rodrigo Galo (Académica ) por falta sobre Viola.
33' Um jogo para Vercauteren tirar muitos apontamentos. O Sporting está igual a si próprio, muito pobrezinho...
31' A Académica perto do golo depois de um cruzamento de Marinho, da direita, e cabeçada de Cissé junto ao primeiro poste. Patrício estava batido, mas a bola passou ao lado.
30' Boulahrouz cabeceia ao lado, depois de um cruzamento de Insúa.
29' Mais um canto para o Sporting...
28' Joga-se muito mal em Alvalade...
27' E agora o primeiro canto para o Sporting, depois de uma iniciativa de Insúa.
26' Mais um canto para a Académica. Sinónimo de perigo para o Sporting...
24' Primeiro canto do jogo para a Académica. Bola direta para as mãos de Patrício.
23' Os adeptos começam a ficar impacientes numa altura em que o SPorting troca a bola sem evoluir no terreno.
22' Afonso dribla dois jogadores do Sporting, ganha espaço, mas depois remata fraco.
20' Rápido contra-ataque da Académica, com Cissé a cruzar para a cabeçada de Afonso. Defesa fácil de Patrício.
15' CARTÃO AMARELO para Flávio Ferreira (Académica ) por falta sobre Viola.
14' Chove ainda com mais intensidade.
13' Calafrio na defesa do Sporting depois de Rojo perder uma bola.
13' Viola remata cruzado da direita e obriga a Ricardo a aplicar-se junto ao relvado. O guarda-redes defende para a frente, mas a defesa da Académica resolve.
12' Wolfswinkel cai à entrada da área pressionado por um adversário, mas o árbitro manda seguir. O holandês protesta...
11' Rodrigo Galo cruza tenso, com perigo, mas Patrício chega primeiro que Cissé.
7' Insúa cruza para as mãos de Ricardo.
6' Júnior Lopes falha um alívio, Wolfswinkel ganha a bola, mas depois volta a perde-la.
5' Os jogadores do Sporting não se podem queixar-se de falta de apoio, os adeptos estão com a equipa.
4' Início de jogo muito lento.
3' Pranjic cruza da esquerda, mas Flávio Ferreira antecipa-se a Wolfswinkel.
1' COMEÇA A PARTIDA ENTRE Sporting e Académica, saíram os estudantes.
0' Francky Vercauteren vai assistir ao jogo da bancada de imprensa, ao lado dos jornalistas.
0' As equipas regressam ao relvado, com os respetivos equipamentos tradicionais.
0' Começa a chover com mais intensidade em Alvalade. O relvado, para já, parece estar em excelentes condições...
0' As bancadas já estão mais bem compostas, mas ainda há muitas cadeiras vazias.
0' As equipas regressam aos balneários quando faltam dez minutos para o início da partida.
0' Nos leões, destaca-se a titularidade de Arias e Viola em detrimento de Cédric (nem no banco) e Jeffrén.
0' ACADÉMICA: Ricardo; Rodrigo Galo, Júnior Lopes, Flávio Ferreira e Nivaldo; Keita; Makelele e Cleyton; Marinho, Cissé e Afonso.
Suplentes: Peiser, João Dias, Bruno China, Wilson Eduardo, Ogu e Edinho.
0' SPORTING: Rui Patrício; Arias, Boulahrouz, Marcos Rojo e Insúa; Adrien, Rinaudo e Schaars; Viola, Wolfswinkel e Pranjic.
Suplentes: Marcelo, Xandão, Jeffrén, Izmailov, Capel, Gélson e Betinho.
0' A equipa de arbitragem, liderada por Bruno Esteves, da Associação de Futebol de Setúbal, também já faz exercícios de aquecimento.
0' Já está tudo a aquecer, mas ainda não podemos adiantar o onze do Sporting, uma vez que, além dos guarda-redes, estão mais dezassete jogadores no relvado.
0' Agora sobem também Rui Patrício e Marcelo Boeck para os primeiros tímidos aplausos da noite.
0' Com apenas quinze jogadores de campo disponíveis, Pedro Emanuel trouxe três guarda-redes a Alvalade. Peiser, Fábio Santos e Ricardo estão todos a aquecer.
0' Quando falta menos de uma hora para o início do jogo, as bancadas de Alvalade estão praticamente despidas.
0' Pedro Emanuel, por seu lado, considera que a chegada de Vercauteren ao Sporting pode já ter influência no jogo desta noite, mesmo que o belga não esteja no banco de suplentes.
0' Na derradeira conferência de imprensa de antevisão, Oceano assumiu totalmente a responsabilidade sobre o resultado do jogo desta noite.
0' A última vitória dos estudantes em Alvalade tem três anos, também por 2-1, com golos de Orlando e João Ribeiro, com Moutinho a marcar para a equipa da casa.
0' Na temporada passada, os leões venceram por 2-1, com golos de Carrillo e Van Wolfswinkel e um autogolo de Polga pelo meio.
0' É um clássico do campeonato português com um total de 60 jogos já realizados em Alvalade onde os leões têm natural vantagem, com 46 vitórias, oito empates e apenas seis derrotas.
0' Vida mais difícil para Pedro Emanuel que chega a Alvalade com apenas quinze jogadores de campo disponíveis e três guarda-redes a compor a convocatória. De fora, ficam nada menos do que nove jogadores: Halliche, NGal, João Real, Hélder Cabral, Reiner Ferreira, Marcos Paulo, Carlos Saleiro e Magique, todos com problemas físicos, e ainda Saná que ainda não está inscrito.
0' Oceano não vai poder contar com Bruno Pereirinha e Daniel Carriço, ambos com problemas físicos. Carrillo, Izmailov e Labyad, que ficaram fora do último jogo na Bélgica, para a Liga Europa, podem voltar a ser opção, mas como os leões não divulgaram a lista de convocados, não se sabe se são elegíveis para o jogo desta noite.
0' Tudo somado, os estudantes somam mais um ponto do que o Sporting na classificação da Liga e estão duas posições acima.
0' A Académica chega a Alvalade depois de uma derrota no Vicente Calderón, diante do At. Madrid, mas passou na Taça de Portugal. Na Liga, a Académica perdeu o último jogo em casa, diante do V. Guimarães (1-2), mas venceu da última vez que jogou fora, em pleno Estádio dos Barreiros (2-0).
0' Para o leão não esquecer a fase difícil que está a passar, o «convidado» desta noite é a Académica, o «carrasco» da última final da Taça de Portugal.
0' Resultados que são a base de uma crise sem precedentes em Alvalade. O Sporting ocupa um modesto 11º lugar na Liga, com apenas seis pontos em seis jogos, já está afastado da Taça de Portugal e está com a vida complicada na Liga Europa.
0' Nos três jogos que realizou, Oceano somou outras tantas derrotas, todas fora de Alvalade. Perdeu com F.C. Porto (0-2), para a Liga, com o Genk (1-2), para a Liga Europa, e, pelo meio, foi afastado da Taça de Portugal, diante do Moreirense (2-3, ap). Sá Pinto também perdeu no último jogo que realizou, diante do Videoton, pelo que o leão vem de quatro derrotas consecutivas, todas longe de Alvalade.
0' Oceano assumiu o comando da equipa depois da saída de Ricardo Sá Pinto e, com o jogo desta noite, realizou quatro jogos à frente da equipa técnica antes de passar a «batuta», esta terça-feira, ao belga Francky Vercauteren que também vai estar esta noite em Alvalade.
0' Boa noite! O Sporting recebe esta noite a Académica no jogo que encerra a 7ª jornada da Liga e que vai assinalar a despedida de Oceano Cruz do comando da equipa principal. Um jogo que o Maisfutebol vai acompanhar, minuto a minuto, desde as bancadas do Estádio José Alvalade.

29 de outubro de 2012

2012/2013 - Taça de Portugal - 4E - Académica - Penalva do Castelo

Taça de Portugal - Sorteio da 4.ª eliminatória:


Académica (L1) - Penalva do Castelo (III)

Paços de Ferreira (L1) - Olhanense (L1)
Oliveirense (L2) - UD Leiria (II)
Oliveira do Hospital (III) - Fabril (III)
Pampilhosa (II) - SC Braga (L1)
Lourinhanense (III) - Feirense (L2)
Farense (II) - Beira-Mar (L1)
V. Setúbal (L1) - V. Guimarães (L1)
Desp. Aves (L2) - Coimbrões (II)/Operário (II)/Caldas
Mirandela (II) - Gil Vicente (L1).
Aguiar da Beira (III) - Marítimo (L1)
Tourizense (II) - Santa Clara (L2)
Nacional (L1) - FC Porto (L1)
Arouca (L2) - Rio Ave (L1)
Belenenses (L2) - Pedras Rubras (III)
Moreirense (L1) - Benfica (L1)

jogos agendados para 18 de Novembro 2012.

2012/2013 - 07J - Sporting - Académica: Antevisão


O momento

Sporting: Fim de ciclo em Alvalade depois de quatro derrotas consecutivas fora de casa, a primeira ainda com Sá Pinto, as três últimas já com Oceano Cruz ao leme. O treinador interino despede-se esta noite do comando da equipa, com o primeiro jogo em Alvalade, antes de passar o «testemunho» ao belga Francky Vercauteren. Entretanto, os leões procuram pôr um ponto final num dos momentos mais difíceis da sua história, ocupando um modesto 11º lugar na Liga, com apenas seis pontos em seis jogos, já afastado da Taça de Portugal e com vida complicada na Liga Europa. Para o leão não esquecer a fase difícil que está a passar, o «convidado» desta noite é o «carrasco» da última final da Taça de Portugal.

Académica: A Académica chega a Alvalade depois de uma derrota no Vicente Calderón, diante do At. Madrid, mas passou na Taça de Portugal. Na Liga, a Académica perdeu o últi mo jogo em casa, diante do V. Guimarães (1-2), mas venceu da última vez que jogou fora, em pleno Estádio dos Barreiros (2-0). Estes resultados depois de quatro empates consecutivas a abrir a Liga. Portanto, os estudantes só perderam uma vez, mas também só venceram uma vez na atual liga. Como é que vai ser esta noite?

Ausências 

Sporting: Bruno Pereirinha e Daniel Carriço, com problemas físicos, serão ausências certas. Carrillo, Izmailov e Labyad, que ficaram fora do último jogo na Bélgica, para a Liga Europa, podem voltar a ser opção, mas como os leões não divulgaram a lista de convocados, não se sabe se são elegíveis para o jogo desta noite.

Académica: A Liga Europa deixou marcas na equipa de Pedro Emanuel que chega a Alvalade com apenas quinze jogadores de campo disponíveis e três guarda-redes a compor a convocatória. De fora, ficam nada menos do que nove jogadores, todos com problemas físicos: Halliche, NGal, João Real, Hélder Cabral, Reiner Ferreira, Marcos Paulo, Magique, Carlos Saleiro e Saná.

Discurso direto:

Oceano Cruz: «A nossa preocupação é o jogo com a Académica. Mas é normal que o treinador anunciado pela direção comece a tentar conhecer os jogadores que vai dirigir. É natural o que temos conversado. Frente à Académica a responsabilidade ainda é totalmente minha».

Pedro Emanuel: «O Sporting joga em casa e tem obrigação de vencer, até por ser um grande do nosso futebol, visto por aí tem toda a pressão do seu lado. Agora nós vamos com a nossa própria pressão, de ir lá apresentar o nosso jogo, a nossa própria personalidade, para podermos conquistar algo».

Histórico de confrontos
É um clássico do campeonato português com um total de 60 jogos já realizados em Alvalade onde os leões têm natural vantagem, com 46 vitórias, oito empates e apenas seis derrotas. Na temporada passada, os leões venceram por 2-1, com golos de Carrillo e Van Wolfswinkel e um autogolo de Polga pelo meio. A última vitória dos estudantes em Alvalade tem três anos, também por 2-1, com golos de Orlando e João Ribeiro, com Moutinho a marcar para a equipa da casa.

Equipas prováveis:

SPORTING: Rui Patrício; Cedric, Boulahrouz, Marcos Rojo e Insúa; Elias, Rinaudo e Schaars; Izmailov, Wolfswinkel e Capel.

ACADÉMICA: Ricardo; João Dias, Flávio Ferreira, Rodrigo Galo e Nivaldo; John Ogu, Bruno China e Cleyton; Marinho, Wilson Eduardo e Salim Cissé.

2012/2013 - 07J - Sporting - Académica: Convocados

Pedro Emanuel leva 18 a Alvalade com… três guarda-redes

Foi com tremendas dificuldades que Pedro Emanuel elaborou a lista de convocados para a partida que encerra a 7.ª jornada da Liga onde, amanhã, às 20.15 horas, a Académica defronta o Sporting, em Alvalade.

Uma verdadeira onda de lesões assola o plantel estudantil. Neste momento são, nada mais nada menos que oito! os jogadores entregues ao Departamento Médico: Marcos Paulo (recupera de cirurgia ao pé esquerdo), Carlos Saleiro (traumatismo no tendão de Aquiles esquerdo), Reiner (contusão no joelho esquerdo), Hélder Cabral (rotura muscular na coxa direita), João Real (mialgia de esforço), Magique (febre), Halliche (rotura na coxa) e Serge N’Gal (contratura).

Orlando e Saná trabalham diariamente com o restante plantel mas ainda não se encontram inscritos e, como tal, Pedro Emanuel tem apenas 18 jogadores disponíveis para a visita ao reduto leonino sendo que três deles são… guarda-redes!

Eis a lista dos 18 convocados:
Guarda-redes: Peiser, Ricardo e Fábio Santos
Defesas: João Dias, Júnior Lopes, Rodrigo Galo e Nivaldo
Médios: Flávio, Keita, Makelele, Bruno China, Cleyton e John Ogu
Avançados: Marinho, Wilson Eduardo, Edinho, Afonso e Salim Cissé

2012/2013 - 07J - Sporting - Académica: Antevisão de Pedro Emanuel

26 de outubro de 2012

2012/2013 - Liga Europa - At. Madrid 2 - Académica 1

video

2012/2013 - Liga Europa: At. Madrid 2 - Académica 1


nº espectadores:
nota ao árbitro: Bobby Madden: 4
melhor do At. Madrid: Emre
melhor da Académica: Ricardo 

Crónica

Golo de Cissé a cinco minutos do fim alimentou sonho de um empate quase utópico: o Atlético foi melhor e venceu bem. Continua imparável.

Uma grande noite de Ricardo evitou que a Académica saísse do Vicente Calderón com um resultado confrangedor: a superioridade do At. Madrid foi enorme. O guarda-redes português arrancou, porém, uma daquelas noites para mais tarde recordar e manteve a derrota em números aceitáveis.

A desvantagem mínima, é preciso dizê-lo, acaba por ser ligeira e simpática. Perante um adversário maior, mais rico e mais experiente, a Académica defendeu-se como pôde, manteve o nulo até ao intervalo e acabou por sucumbir à enxurrada de futebol ofensivo em duas bolas paradas. É justo.

O At. Madrid adiantou-se no marcador aos 47 minutos, na sequência de um canto que Tiago desviou ao primeiro poste e Diego finalizou ao segundo, e garantiu a certeza da vitória pouco depois na marcação de um livre admirável de Emre: o adjetivo indefensável raramente se aplicou tão bem.

Antes disso, e depois disso, deu quase sempre mais Atlético. Na primeira parte, aliás, a única exceção foi um lançamento de Ricardo que isolou Wilson Eduardo para um remate cruzado que Ansejo defendeu. O resto foi sempre a bola no At. Madrid, sempre ao ataque, sempre a ameaçar.

Adrián, Koke e Emre ficaram nessa altura muito perto do golo. Diego Simeone deixou de fora Falcao, a coqueluche da equipa, mais Juanfran, Miranda ou Godín, mas o At. Madrid apresentou nomes como os portugueses Sílvio, Tiago, Emre, Adrián ou Diego Costa. O que diz muita coisa.

Perante este adversário, e atraiçoada por um nervosismo evidente, a Académica teve sempre dificuldades em ser lesta no contra-ataque: falhava uma receção, um passe, enfim. Continuava a valer Ricardo, a parar com grandes defesas, por exemplo, remates de Emre, de Adrián e de Diego.

Esta noite estava destinada a algo maior, contudo: quando nada o fazia prever, Marinho cruzou para Cissé cabecear para o golo de honra da Briosa. Faltavam cinco minutos para o fim. O Atlético quase marcou a seguir por Diego Costa, é verdade, mas acabou o jogo nervoso e muito perto de Ansejo.

Valeu aliás o guarda-redes espanhol a parar um remate de muito longe de Cleyton e a afasar uma bola de um canto na última jogada do encontro. A Académica saiu de Madrid com a imagem imaculada, portanto: manteve até ao fim o sonho de um empate que seria injusto para o Atlético.

Que mais pedir?

Ora o Atlético, esse, somou a terceira vitória em três jogos e tem praticamente o apuramento para a próxima fase da Liga Europa garantido. A formação de Diego Simeone continua em grande, ainda não perdeu esta época, soma onze vitórias e um empate e é líder da liga espanhola ao lado do Barça.


Opiniões

Pedro Emanuel, treindor da Académica, em declarações à Sporttv no fim da derrota com o At. Madrid por 1-2 no Vicente Calderón:

«A nossa primeira parte esteve longe do que perspetivámos, também pelo exagerado respeito que tivemos pelo adversário. Na segunda parte fomos à procura de um lance que nos desinibisse, mas uma bola parada permitiu o golo do adversário.

Curiosamente acabámos por reagir bem, ficámos mais tranquilos, o Atlético voltou a marcar numa bola parada, nós reduzimos depois e fomos à procura do empate em cima da meta. Mas acho que fica daqui uma boa imagem da Académica, que soube reagir num momento difícil e só foi pena o resultado não ter premiado esse esforço.

Queremos deixar uma imagem de um futebol positivo, alegre, que hoje nem sempre conseguimos mostrar. Estamos no último lugar mas estamos com vontade e determinação para no próximo jogo fazermos um pouco pela vida e chegarmos aos dois pontos.»

Diego Simeone, treinador do At. Madrid, analisa a vitória sobre a Académica (2-1), para a Liga Europa:

«Eles fecharam-se muito bem, não deram espaço para resolvermos o jogo. Mas estivemos mais perto do terceiro golo do que do 2-1 final. Lemos bem o jogo mas não tivemos profundidade. Gerimos bem o jogo pelos flancos, com posse de bola, mas não fomos agressivos. No segundo tempo, aí sim, tivemos agressividade e intensidade.»

«Este triunfo encaminha a qualificação, mas é preciso continuar a somar pontos para trabalharmos com tranquilidade. Agora temos de preparar bem o jogo de domingo, frente a um adversário difícil como o Osasuna.»

[sobre as mudanças na equipa] «Quando construímos a equipa procurámos competitividade interna, para sermos competitivos fora. O Sílvio fez um jogo interessante, é um jogador que estamos a recuperar.»

Wilson Eduardo, jogador da Académica, em declarações à Sporttv no fim da derrota com o At. Madrid por 1-2 no Vicente Calderón:

«Claro que acreditámos. Sabíamos que ia ser um jogo complicado por tudo o que o Atético tem feito até ao momento, mas entrámos sem receio nenhum. Tivemos oportunidades para fazer o golo, isso não aconteceu e o Atlético marcou num lance fortuito.

Reagimos, tentámos empatar e eles marcaram num livre indefensável para o Ricardo. Depois ainda reduzimos, lutámos até ao fim pelo empate, não conseguimos, mas acho que os nossos adeptos podem sair satisfeitos, não pelo resultado, mas pela boa imagem que deixámos aqui.

Quais são as nossas expetativas para os três jogos que faltam desta Liga Europa? Já jogámos com todas as equipas, já as conhecemos, acredito que podemos fazer bons resultados com os adversários diretos, que são todos menos o At. Madrid, e no fim fazemos as contas.»

Ricardo, guarda-redes da Académica e autor de uma grande exibição no Vicente Calderón, em declarações à Sporttv no fim da derrota com o At. Madrid por 1-2:

«Sabíamos que ia ser complicado, sabíamos que íamos ter pela frente uma equipa competitiva, que vai em primeiro e que nos ia criar dificuldades. Na primeira parte não saímos bem no contra-ataque, mas o ataque do At. Madrid, apesar de ter tido muito bola, também não fez muita mossa na nossa defesa.

O adversário marcou no início da segunda parte, o que nos deitou um bocado abaixo, depois do segundo golo reduzimos e ainda acreditámos, mas não conseguimos chegar ao empate. Vamos lutar até ao fim enquanto matematicamente for possível e vamos tentar deixar uma imagem positiva até ao fim.»



Cissé: «Preferia ter ganho»
SATISFEITO COM GOLO MAS TRISTE COM DERROTA

Salim Cissé ficou satisfeito por ter marcado um golo ao Atlético Madrid, mas ao mesmo triste por ter sido insuficiente para a Académica vencer na 3.ª jornada da Liga Europa.

O avançado da Guiné-Conacri, de apenas 19 anos, gostava de ter abandonado a capital espanhola com outro resultado. “É claro que não gostei de ter perdido este jogo, apesar de ficar contente por ter marcado um golo. Confesso que preferia ter ganho aqui, como é natural. Fizemos um bom jogo, marcámos e podíamos ter feito o empate. Não conseguimos”, começou por revelar.

Apesar do desfecho negativo nesta partida, o jogador acredita que a qualificação ainda é possível: “Acredito que podemos passar. Temos de ganhar o próximo jogo, que é em casa, e depois encarar os dois seguintes com o mesmo objetivo. Estou convicto que vamos conseguir.”

Tiago: «Falta-nos só um ponto»

O português Tiago viveu uma noite especial pelo facto de ter defrontado a Académica. O médio, que representa o Atlético Madrid, não podia no entanto deixar de estar satisfeito com o triunfo da sua equipa.

“Sabíamos que não ia ser um jogo fácil. Não conseguimos marcar na primeira parte mas, após o intervalo, fizemos um golo e depois outro, o que nos permitiu ganhar uma boa vantagem. Depois acabou por ser um pouco complicado, uma vez que a Académica tem avançados altos. A equipa começou a fazer jogo direto e acabou por conseguir o seu objetivo, que era marcar um golo. Felizmente conseguimos vencer, que era o que pretendíamos.”


Minuto a minuto 

90' FINAL DO JOGO! At. Madrid - 2 Académica - 1!! Um golo de Cissé, a cinco minutos do fim, alimentou até ao último suspiro a esperança de um resultado melhor do que a exibição. A Académica saiu de cabeça levantada do Vicente Calderón!
90' A Académica ameaça!! Cleyton atira forte, mas para defesa de Ansejo!!
90' Vão jogar-se mais quatro minutos.
87' DIEGO COSTA QUASE MARCA!! À boca da baliza, o brasileiro atira ao lado!!
86' CARTÃO AMARELO para Saúl (At. Madrid ), por agarrar Wilson Eduardo.
85' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! ACADÉMICA ! 2-1 por Salim Cissé!! Está relançada a esperança!! Marinho cruzou para a área e Cissé cabeceou para o segundo poste!!
81' SUBSTITUIÇÃO At. Madrid . Sai Adrián Lopez entra Saúl
81' O passe de Edinho para Marinho não sai bem e a Académica perde uma boa oportunidade de fazer o contra-ataque.
76' SUBSTITUIÇÃO At. Madrid . Sai Emre Belozoglu entra Raúl Garcia
73' Livre de Marinho na marcação de um livre, que Sergio Ansejo defende para canto!!
68' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! AT. MADRID ! 2-0 por Emre Belozoglu!! Um livre perfeito!! Nada a fazer!! Emre colocou a bola em arco pelo lado de fora exatamente no caso superior direito!!
64' OUTRA VEZ RICARDO!! EM GRANDE O GUARDA-REDES DA ACADÉMICA!! Adrian remata fortíssimo, a bola desvia em Dias e Ricardo defende com excelente estirada!
62' CARTÃO AMARELO para Júnior Lopes (Académica ), por falta sobre Cristián Rodriguez.
61' SUBSTITUIÇÃO At. Madrid . Sai Koke entra Cristian Rodríguez
60' SUBSTITUIÇÃO Académica . Sai John Ogu entra Cleyton
60' Assim não: remate de muito longe de Bruno China, muito por cima da barra!!
60' SUBSTITUIÇÃO Académica . Sai Makelele entra Salim Cissé
52' GRANDE DEFESA DE RICARDO!! ENORME!! Diego Costa rematou fortíssimo para grande defesa do guarda-redes da Académica que a seguir ainda parou a recarga de Adrian!
49' Nivaldo foge pela esquerda e remata cruzado para defesa de Sergio Ansejo!
47' GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! AT. MADRID ! 1-0 por Diego Costa!! Na sequência de um canto, Tiago salta ao primeiro poste e desvia para o segundo, onde surge sozinho Diego Costa a fazer o remate para golo!!
46' RECOMEÇA A PARTIDA
45' INTERVALO NA PARTIDA ENTRE At. Madrid e Académica!! O jogo chega ao final da primeira parte com um nulo ainda no marcador. O At. Madrid foi mais perigoso e ameaçou várias vezes, mas Ricardo tem sido até agora um opositor difícil de ultrapassar.
45' Vai jogar-se mais um minuto.
42' O At. Madrid está a jogar há vários minutos com dez jogadores: Cata Díaz ficou com sangue na cabeça e tem de levar uma curativo.
40' A Académica tenta reagir num remate de Wilson Eduardo muito ao lado!!
35' Ricardo volta a parar o ataque do At. Madrid!! Felipe Luís recebe a bola à entrada da área e dispara de pé direito, em zona central, para defesa de Ricardo!!
33' OUTRA VEZ O AT. MADRID!! Emre recebe sobre a linha de grande área, vira-se e remata de pé direito, a bola desvia num adversário e sai a centímetros do poste!!
31' Cruzamento de Felipe Luís da esquerda, ao qual Diego não chegou por centímetros.
28' A Académica está a ter extremas dificuldades em sair para o contra-ataque.
25' O At. Madrid outra vez com perigo!! Emre combina muito bem dentro da área com um companheiro, mas finaliza muito torto.
22' SUBSTITUIÇÃO Académica . Sai Rafik Halliche entra Júnior Lopes! O argelino seguiu para os balneários com cara de pouco contente: provavelmente ressentiu-se da lesão.
20' KOKE AMEAÇA A BALIZA DA ACADÉMICA!! Remate muito forte para defesa difícil de Ricardo!!
18' Edinho está com extremas dificuldades em segurar a bola entre os centrais adversários, para permitir aos colegas que subam no terreno.
15' A ACADÉMICA REAGE COM MUITO PERIGO!! Lançamento longo do guarda-redes Ricardo para a velocidade de Wilson Eduardo, que se isola perante Ansejo e atira cruzado, mas fraco e fácil para o guarda-redes do At. Madrid!!
9' Diego Costa surgiu completamente solto a cabecear para defesa de Ricardo, mas estava em fora de jogo...
7' Como era de esperar, o At. Madrid assume o comando do jogo e o controlo da bola.
3' GRANDE OPORTUNIDADE PARA O AT. MADRID!! Na sequência de um cruzamento da direita, tirado por Gabi, a bola passa em frente à zona de finalização e chega a Adrián Lopez, que desvia ao lado da baliza!!
1' COMEÇA A PARTIDA ENTRE At. Madrid e Académica
0' O Vicente Calderón está nesta altura a menos de metade da sua capacidade.
0' As duas equipas já estão no relvado e alinhadas perante a tribuna presidencial.
0' Já no At. Madrid o grande destaque vai para a ausência do goleador Falcao, ele que foi poupado por Diego Simeone. Também ficaram em casa a descansar os habituais Godin, Miranda, Mario Suarez e Juanfran.
0' Pedro Emanuel não conta, recorde-se, com João Real, não por mera gestão de esforço como agora se percebe, além de Hélder Cabral, Reiner Ferreira, Marcos Paulo, Saleiro e Magique, todos por lesão, aos quais se junta Peiser, que está no processo final de recuperação física.
0' ACADÉMICA: Ricardo; Dias, Halliche, Flávio Ferreira e Nivaldo; Makelele, Bruno China e John Ogu; Marinho, Edinho e Wilson Eduardo. SUPLENTES: Fábio Santos, Júnior Lopes, Rodrigo Galo, Keita, Cleiton, Afonso e Cissé.
0' AT. MADRID: Sergio Ansejo, Silvio, Cata Diaz, Pulido e Felipe Luís; Tiago, Koke e Gabi; Emre; Adrian Lopez e Diego Costa. SUPLENTES: Courtois; Cisma, Oueslati, Raul Garcia, Cristian Rodriguez, Pedro Martín e Saúl Níguez.
0' JÁ HÁ ONZES OFICIAIS.
0' Boa tarde. A Académica joga esta noite, a partir das 20.05 horas, em Madrid, no terreno do At. Madrid. Fique ligado e siga tudo sobre este encontro Minuto a Minuto.

Grupo B

Viktoria Plzen dá passo de gigante


O Viktoria Plzen bateu esta quinta-feira, em Israel, o Hapoel Telavive por 2-1, em partida da 3.ª jornada do Grupo B, dando um passo de gigante rumo aos 16-avos-de-final, já que passa a somar 6 pontos, no 2.º posto, mais 5 que as equipas perseguidoras (Académica e o próprio Hapoel).

A turma da casa até entrou a vencer, com um golo de Hanan Maman, aos 19', mas os checos conseguiram a resposta ainda na primeira metade, por intermédio de Pavel Horváth, antigo jogador do Sp. Braga, à passagem dos 45'+1.

A reviravolta foi alcançada ao décimo minuto da segunda metade, com um golo de Rajtoral, fixando o resultado que se verificava no final da partida. Nota ainda para o facto de o Hapoel ter terminado o jogo com 10, em face da expulsão de Khotaba, por acumulação de amarelos.

De refeir que os checos estão em boa posição para seguir em frente, já que uma vitória no próximo jogo, em casa, diante do adversário desta noite, praticamente sela a passagem. Desta forma, a Académica ficará de fora da prova.

______________________________
textos: MaisFutebol e jornal Record
imagens: Academica-oaf.pt e Maisfutebol
notas e destaques: Rádio Regional do Centro

25 de outubro de 2012

As imagens da Briosa em Madrid










Pedro Emanuel e a visita ao Calderón: «David conta Golias»


De um lado um gigante chamado Atlético de Madrid, do outro um pequeno rapaz com as cores da Académica. É assim que Pedro Emanuel encara a visita ao Vicente Calderón, em jogo da terceira jornada da Liga Europa.

Será a velha luta do David contra Golias. Vamos tentar fazer aquilo que terá de ser, pelo momento que atravessa o Atlético, um jogo perfeito», disse o técnico, em conferência de imprensa. «Apostaremos na entreajuda tremenda, na capacidade de sofrimento quando não tivermos a bola, e em saber quais são os objetivos quando a tivermos. Tentaremos, à terceira tentativa, chegar à vantagem num jogo da Liga Europa», acrescentou, citado pela agência Lusa.

Embora diga que a Académica tem «perfeita noção da realidade», Pedro Emanuel não vira a cara à luta: «Seguramente vai ser o jogo mais difícil que vamos ter, porque é o próximo. Temos a necessidade de provar também a nós próprios que, apesar das diferenças entre um clube e outro, temos capacidade de demonstrar o que temos vindo a deixar como imagem de marca: futebol de qualidade, competitivo e atraente para podermos disputar os jogos.»

Questionado sobre Radamel Falcao, que não vai jogar, o treinador da Académica disse apreciar «muitíssimo» o avançado colombiano que representou o F.C. Porto. «É um jogador competitivo, que tem sempre vontade de melhorar, e realmente não surpreende a evolução que está a ter», acrescentou, aqui citado pelo «Ás».
_________________________

Edinho promete «ambição tremenda» em Madrid

Avançado diz que a Académica respeita o Atlético mas que entra em qualquer campo para vencer.


Edinho promete uma Académica com «ambição tremenda» na visita ao Atlético de Madrid, em jogo da 3ª jornada da Liga Europa.

«Acima de tudo seremos aquilo que temos sido: uma equipa com uma ambição tremenda, sem medo de procurar a vitória em qualquer estádio. De acreditar que pode vencer qualquer equipa. É aquilo a que nos propomos, respeitando qualquer equipa, mas sem medo de assumir a nossa forma de atuar», afirmou o avançado, citado pela agência Lusa.

O At. Madrid vai estar privado de alguns titulares, mas Edinho defende que o adversário desta quinta-feira «tem um plantel vasto, com jogadores com capacidade para render os que não vão jogar». Um dos ausentes será Falcao, um jogador que Edinho assume ter «um peso enorme no Atlético». «Mas a equipa está em condições de suprimir a sua falta. Tem jogadores de sobra com qualidade. Aqueles que vão entrar vão dar tudo, e nós temos de estar preparados para isso e fazer o nosso trabalho», acrescentou.

in maisfutebol.iol.pt


24 de outubro de 2012

2012/2013: Liga Europa: At Madrid - Académica: Convocados


O treinador da Académica, Pedro Emanuel, divulgou esta quarta-feira a lista de convocados tendo em vista o jogo frente ao Atlético de Madrid, uma partida que contará para a 3ª jornada do Grupo B da Liga Europa.

Recorde-se que a Académica defronta os colchoneros esta quinta-feira, às 20:05, hora portuguesa.

Pedro Emanuel chamou 19 jogadores para o compromisso europeu da Briosa. Fique então a conhecer a lista de convocados do treinador da Académica:

Guarda-redes: 12- Ricardo; 24- Fábio Santos

Defesas: 2- João Dias; 3- Junior Lopes; 5- Halliche; 22- Rodrigo Galo; 26- Nivaldo

Médios: 4- Flávio; 6- Keita; 8- Makelele; 14- Bruno China; 20- Cleyton; 30- John Ogu

Avançados: 7- Marinho; 9- N'Gal; 28- Wilson Eduardo; 36- Edinho; 77- Afonso; 92- Salim Cissé

Briosa parte esta manhã para Madrid

A comitiva da Académica parte esta manhã para a capital espanhola, onde amanhã (20.05 horas) defronta o Atlético de Madrid em jogo a contar para a terceira jornada do Grupo B da Liga Europa. O avião que levará a comitiva de Coimbra até Madrid deixará o Aeroporto de Lisboa às 11.20 horas.

Já na capital espanhola, a Académica treina-se no Vicente Calderón às 19 horas, sendo que meia hora antes Pedro Emanuel e um jogador farão a antevisão da partida.

in abola.pt

Cleyton pretende impor-se na Briosa

Brasileiro quer impor-se no onze de Pedro Emanuel depois de duas assistências para golo no jogo em Ponte da Barca


O avançado Afonso foi um dos destaques da vitória em Ponte da Barca, para a Taça de Portugal, ao rubricar duas assistências para golo que ajudaram a derrotar a equipa do Alto Minho.

O brasileiro, chegado esta época a Coimbra proveniente do Corinthians Alagoano, mas com um passado pelas camadas jovens do Palmeiras, está, aos poucos, a cimentar um lugar no onze de Pedro Emanuel.

«Estou a trabalhar para ser titular e ajudar sempre no que for preciso. Fiz um bom jogo, não marquei, mas consegui fazer duas assistências, no primeiro e no terceiro golo. Foi um bom resultado, conseguimos o apuramento e agora é dar sequência nesta competição e nas outras provas, como a Liga Europa e o Campeonato», revelou , em declarações à sua assessoria.

in maisfutebol.iol.pt

Marinho: «Se perder 1-0 com o Atl. Madrid fosse bom, ficávamos em casa»


A Académica enfrenta esta quinta-feira o terror de Espanha. O colossal Atlético de Madrid, vendedor da última Liga Europa, da Supertaça europeia, atual líder da Liga espanhola sem derrotas, a par do Barcelona. Fiquemo-nos apenas por aqui. Porque haveria muito mais a dizer para vincar as diferenças entre a equipa de Falcao e aquela que viajará desde Coimbra.

«Vemos tudo isto de uma forma que nos dá ainda mais motivação, porque são estes os jogos que todos os jogadores querem jogar e não fugimos à regra. Motiva-nos. A responsabilidade, a pressão, é toda deles. Não só por serem detentores do título, mas também por não terem ainda perdido esta época», relativizou esta terça-feira o extremo Marinho.

O herói da Taça de Portugal, por ter marcado o golo que derrotou o Sporting no Jamor em Maio, foi o escolhido pelo clube para falar aos jornalistas desta tarefa hercúlea que passa por evitar aquilo que o conjunto espanhol tem feito, invariavelmente, até agora...

«Não passa só pela mensagem do treinador, todos os jogadores devem ter ambição. Um resultado positivo é a vitória, isto dito antes do jogo. Depois, o decorrer do encontro vai nos dar o que poderá ser um desfecho positivo. Mas não vamos entrar derrotados, saímos daqui com esperança de volta com um resultado digno.»

«Como tenho dito, e tem sido esse o discurso de toda a equipa, esta prova é um prémio para nós, do qual queremos desfrutar, mas com vitórias e resultados positivos. Se perder 1-0 com o Atlético de Madrid fosse bom, ficávamos em casa», assegurou, descrevendo ainda Falcao numa só palavra: «Fantástico.»

«Se tivermos a bola 90 minutos eles não marcam de certeza»

Marinho reconhece que este será «um dos jogos mais difíceis» da sua carreira, mas, em simultâneo, também um dos mais fáceis «pela questão de prazer e vontade de o jogar». «Ganhar no Vicente Calderón? Não vamos dizer que não sonhamos com isso. É óbvio que gostávamos de sair de lá com um bom resultado», admitiu.

Entre o sonho e a realidade, o avançado foi desafiado a assumir o papel de técnico e explicar como é que se deve enfrentar uma equipa tão forte, ainda por cima a jogar em casa. A resposta saiu com um toque de humor:

«Se tivermos a bola durante os 90 minutos eles não vão marcar golos de certeza [risos]... mas sabemos que será complicado. Já com o Ponte da Barca o foi no domingo, quanto mais em Madrid. Mas temos de entrar como temos feito até aqui, com muita concentração, humildade, entreajuda e amizade dentro de campo.»

A azáfama de jogos, uma vez que a Académica ainda continua envolvida em todas as provas, parece não afetar os jogadores. O cansaço pode surgir, mas, como explica o rei das assistências da equipa, até parece que nem se sente: «Qualquer jogador gosta é de jogar. Há os treinos, mas o que dá mais prazer é o jogo. A semana tem de ser diferente, mas nós queremos é jogar.»

Por falar em treinos, a Briosa prosseguiu esta terça-feira a preparação com mais uma sessão aberta apenas nos primeiros 15 minutos (há coisas que nem a Liga Europa muda...), em que foi possível perceber que há seis baixas: Reiner Ferreira, João Real, Hélder Cabral, Marcos Paulo, Carlos Saleiro e Magique, todos eles afastados do encontro com os «colchoneros».

Sobram assim 20 jogadores elegíveis para a UEFA, incluindo o terceiro guarda-redes, Fábio Santos, inscrito pela lista B. A comitiva parte esta quarta-feira, logo pela manhã, e haverá conferência de Imprensa às 18h30, seguida do treino de adaptação ao relvado e luz artificial do Vicente Calderón.

in maisfutebol.iol.pt

21 de outubro de 2012

2012/2013 - Taça de Portugal: Ponte da Barca 1 - Académica 3



Crónica 


Festa bonita em Ponte da Barca, com um cenário repleto de montanhas imponentes, um estádio aprumado mas ainda dependente do saudoso peão. Uma única bancada, tudo o mais à flor da relva, espectadores e jogadores apenas separados por uma barra de ferro. Vitória natural da Académica (1-3), sem facilitismos. O golo de Arnaud serviu de prémio para os locais.

Foi neste retrato do Alto Minho que a Académica de Coimbra iniciou a defesa do título conquistado na época passada, no Jamor. Contraste tremendo com a imponência do Vicente Calderón, recinto que irá acolher a Briosa na próxima quinta-feira, para a Liga Europa.

Entre o Ponte da Barca e o Atlético de Madrid, Pedro Emanuel geriu emoções e procurou evitar o doseamento de esforços. «Quem pensar que vai para Ponte da Barca e não quiser meter o pé, a pensar em resguardar-se para quinta-feira estar nas melhores condições, se calhar nem viaja para Madrid», avisou o técnico no lançamento do encontro.

O discurso não surpreende. Aliás, é lugar comum entre os treinadores da Liga, antes de encontros desta natureza. Porém, quando definem o onze, colocam jovens, mexem demasiado e passam a mensagem errada aos seus jogadores. Pedro Emanuel não foi por aí. Mexeu algo sem descaracterizar a equipa.

A Académica entrou, assim, com a postura adequada e chegou ao golo com naturalidade. Já depois de um par de ensaios e uma bola ao poste, num momento infeliz de Vítor Nuno, Cleiton aproveitou um canto estudado para rematar com colocação e fazer a bola entrar junto ao poste.

A Associação Desportiva Ponte de Barca, campeão da Divisão de Honra da AF Viana do Castelo e, por isso, promovida este ano à III Divisão, demorou a entrar no jogo. Não conseguia equilibrar forças, nem sequer aproveitando a adaptação mais rápida ao terreno artificial.

O segundo golo era aguardado a qualquer momento e chegou logo após a meia-hora de jogo, por intermédio de John Ogu. Marinho levantou a bola por cima da defesa e o médio apareceu para fazer o resto.

Ponto final na questão? Parecia, pelo menos. O Ponte da Barca não rematara ainda à baliza do estreante Fábio Santos.

Porém, perto do intervalo. David Viana abriu caminho para o melhor jogador dos locais, o francês Arnaud, e este devolveu a esperança. O único estrangeiro da equipa da III Divisão fugiu de Júnior Lopes, passou pelo guarda-redes da Académica e fez o 1-2.

A festa propagou-se pelas bancadas, aliás pela bancada e pelo peão, mas soava a prémio de consolação para quem não teria forças para lutar por mais. É certo que o Ponte da Barca ainda balançou as redes contrárias, após o intervalo, com o lance a ser anulado por fora-de-jogo de Arnaud.

A Académica relaxara por momentos e sofrera no primeiro remate dos locais à baliza. Pedro Emanuel resgardou Marinho ao intervalo mas Ngal manteve a velocidade pelo seu flanco. Pouco depois, seria Cissé a entrar em campo, acabando por fazer o 1-3 ao minuto 78. Nesta altura, tinham-se esgotado as forças entre os homens do Ponte da Barca. Naturalmente.

FICHA DE JOGO:

Estádio Municipal de Ponte da Barca
Cerca de 1500 espetadores
Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)


PONTE DA BARCA: Vítor Nuno; Morais, Ricardo Ribeiro, Hélder Brito e Jorginho (Paulo Silva, 74m); David Cortez, David Viana e Tiago Peixoto; Amaral (Ricardo Martins, 82m); Arnaud e Campinho ( Luis Freitas, 81m)

Suplentes não utilizados: Bruno, Serginho, Zé Francisco e Abel
Treinador: Zeca Tó

ACADÉMICA: Fábio Santos; Rodrigo Galo, Júnior Lopes, Flávio e Nivaldo; Cleiton, Keita e John Ogu; Afonso (Makelele, 81m), Edinho (Cissé, 66m) e Marinho (NGal, 46m)

Suplentes não utilizados: Ricardo, João Dias, Magique e Bruno China
Treinador: Pedro Emanuel

Cartões amarelos: David Cortez (18m), Amaral (51m), Nivaldo (51m), Ricardo Ribeiro (60m), Ngal (64m)
Golos: Cleiton (0-1, 17m); John Ogu (0-2, 32m); Arnaud (1-2, 41m); Cissé (1-3, 78m)




Opiniões

Pedro Emanuel, treinador da Académica, comentou desta forma a vitória da sua equipa frente ao Ponte da Barca (1-3), na III eliminatória da Taça de Portugal:

«Não foram serviços mínimos. Há a tendência de desvalorizar este tipo de embates. Se a Académica não tivesse sido séria como foi, dificilmente sairia daqui com a vitória. Cumprimos o objetivo de forma bem conseguida. Era uma equipa de III Divisão mas tinha os seus momentos em que nos podia surpreender, como aconteceu no golo deles. Foi bom para o espetáculo, mas entrámos bem, chegámos ao 0-2, sofremos mas fizemos o terceiro, podíamos até ter feito o quarto e o quinto.»



Outros


Arnaud, o distribuidor de publicidade, marcou na Taça
 
Arnaud proporcionou o maior momento de festa para os adeptos do Ponte da Barca. Perto do intervalo, marcou à Académica e reduziu a desvantagem para 1-2. Para este francês, o único estrangeiro do plantel, foi um instante soberbo.

«O resultado é justo, era um adversário de primeira divisão. Sofremos dois golos, conseguimos marcar mas fisicamente há uma diferença grande. Penso que deixámos uma boa imagem. Consegui fazer um golo, tentámos chegar ao segundo mas, mesmo perdendo, penso que fizemos uma boa exibição», disse Arnaud no final, num português esforçado.

Há um par de anos, veio parar a Portugal. Nasceu em Paris, filho de pais do Haiti e tem dupla nacionalidade. Passou pela República Checa, regressou a França e apareceu entretanto em Ponte da Barca.

«Vim para Portugal porque disseram-me que o futebol português é muito bom e que as pessoas gostam muito de futebol aqui», explicou, acrescentando: «Sou amador e tenho uma empresa de distribuição de publicidade..»

Arnaud parece Kanouté mas acumula outras alcunhas. Enquanto conversa com os jornalistas, um colega chama-lhe de Thierry Henry. «Era fã do Ronaldo Fenómeno, mas também gosto do Anelka e do Henry», confessa.

«Tenho 31 anos, vou tentar chegar mais a cima mas não digo que ainda consiga chegar à Liga. Foi importante para mim marcar, queria mostrar-me e também dar uma alegria aos adeptos», conclui Arnaud. Na segunda-feira, volta ao trabalho. A festa da Taça veio e foi-se. Pode ter aberto uma porta.

imagem: academica-oaf.pt
textos: maisfutebol.iol.pt

Taça de Portugal: Briosa começa hoje a defender o título


A 20 de maio de 2012 a Académica conquistava a segunda Taça de Portugal da sua história, depois de vencer o Sporting por uma bola a zero.

Em pleno Estádio Nacional, no Jamor, Marinho tornou-se no novo herói de Coimbra, marcando o tento solitário que permitiu à Briosa voltar à ribalta do desporto rei, vencendo um título que lhe fugia desde 1939, precisamente o ano de estreia da Taça de Portugal. Foram momentos únicos, inolvidáveis, que ficarão para sempre gravados na memória de todos que os que os viveram por dentro. Percebe-se, pois, o quão querido é o troféu para os adeptos do clube.

Hoje, em Ponte da Barca, a Académica inicia uma nova caminhada. Será o recomeço de um novo sonho que todos os seus responsáveis desejam ser coroado de sucesso.

in abola.pt

2012/2013 - Taça de Portugal - Ponte da Barca - Académica:


Este domingo, quando os ponteiros do relógio marcarem 14 horas, será um momento especial para Fábio Santos, guarda-redes de apenas 19 anos que se vai estrear em jogos oficiais com a camisola da Académica. O número 24, que depois de completar toda a sua formação no Penafiel (de onde é natural) chegou a Coimbra no início de 2010/2011 para representar os juniores da Briosa, terá a sua oportunidade na equipa principal.

A confirmação foi dada pelo próprio Pedro Emanuel, que não poupou elogios ao seu guardião:

«O Fábio Santos vai ser o titular no jogo da Taça. Tem desenvolvido um excelente trabalho, treina-se sempre de forma afincada e vai jogar com o Ponte da Barca. Não se trata de uma política de rotatividade, mas sim o reconhecimento do valor dele. Merece esta oportunidade por tudo aquilo que tem feito.»

Com apenas 19 anos - completa 20 no próximo dia 14 de novembro -, Fábio Santos vai ter o seu grande momento. Ser o dono da baliza da Académica não é para qualquer um e o jovem tem feito por merecer a oportunidade.

in abola.pt

2012/2013 - Taça de Portugal - Ponte da Barca - Académica: Convocados

Já são conhecidos os convocados de Pedro Emanuel para a partida que a Briosa realiza amanhã, no terreno do Ponte da Barca (14 horas), referente à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Na lista dos eleitos do treinador, e comparando com o encontro do passado domingo, frente ao SC Covilhã, para a Taça da Liga, há a registar duas alterações: João Real e Hélder Cabral, ambos lesionados, cedem os seus lugares a John Ogu e Nivaldo.

De fora das opções ficam ainda Marcos Paulo, Carlos Saleiro e Reiner, todos lesionados, enquanto Peiser, Halliche e Wilson Eduardo ainda procuram a melhor forma depois de terem regressado aos treinos apenas na última quinta-feira.

Saná ainda não pode entrar nas escolhas, uma vez que continua a aguardar pela resolução do seu processo de rescisão com os espanhóis do Valladolid para poder ser inscrito pela Académica.

Eis a lista dos 18 convocados:

Guarda-redes: Ricardo e Fábio Santos;

Defesas: João Dias, Júnior Lopes, Rodrigo Galo e Nivaldo;

Médios: Flávio, Keita, Makelele, Bruno China, Cleyton e John Ogu;

Avançados: Marinho, Serge N’Gal, Magique, Edinho, Afonso e Salim Cissé

19 de outubro de 2012

«É um prazer termos responsabilidades acrescidas na Taça de Portugal» - Pedro Emanuel

Com orgulho no passado, responsabilidade no presente e esperança no futuro. Esta pode ser a analogia perfeita para a estreia da Académica na Taça de Portugal desta temporada, marcada para o próximo domingo, às 14 horas, no terreno do Ponte da Barca.

Depois da brilhante conquista do troféu na época passada, a Briosa volta agora a entrar em campo para defender o título da prova rainha do futebol português, sendo que Pedro Emanuel assume a responsabilidade que a equipa agora tem pelo feito alcançado em 2011/2012.

O treinador dos estudantes quer levar de vencida o adversário da III Divisão, embora respeite o Ponte da Barca como respeita qualquer outro clube, para começar uma nova caminhada. Emanuel destaca a importância deste jogo e não quer ninguém com a cabeça em Madrid…

«O facto de termos vencido a Taça de Portugal na última época orgulhou todos quantos estão ligados ao clube. Agora vamos enfrentar esta eliminatória como detentores do troféu, e por essa razão temos responsabilidades acrescidas o que, para nós, é um prazer. Vamos alimentar o sonho novamente. Espero que este jogo seja um início de mais uma caminhada… Sobre o Ponte da Barca, pouco me importa se é da III Divisão ou não. Merece-nos o mesmo respeito que qualquer outro adversário. Quem não entrar em campo com essa determinação no domingo dificilmente terá possibilidades de voltar a jogar na nossa equipa. Não estou minimamente preocupado com o jogo de quinta-feira diante do Atlético Madrid. Quem não der tudo em Ponte da Barca se calhar até nem viaja para Madrid… Mas o grupo é humilde, determinado, e possivelmente nem vou ter que me preocupar com isso».

Outra das curiosidades da conferência de Imprensa do treinador da Briosa foi o facto de Pedro Emanuel ter revelado um dos jogadores que vai fazer parte do onze inicial diante dos minhotos:

- O Fábio Santos vai jogar na baliza. Tem desenvolvido um excelente trabalho, de forma muito afincada, e tem feito por merecer esta oportunidade. Vai ser o titular em Ponte da Barca.

in abola.pt

17 de outubro de 2012

Helder Cabral: lesão afasta-o durante 6 semanas

O jogador da Académica, Hélder Cabral, sofreu uma rotura muscular no jogo frente ao SC Covilhã e tem o tempo de paragem previsto de seis semanas. Neste momento menos bom para o nosso atleta, deixa uma mensagem de alento!

Força Hélder! Rápidas melhoras!

in facebook AAC-OAF

2012/2013 - Taça de Portugal: Ponte da Barca - Académica: Bilhetes


Os bilhetes para o jogo entre o Ponte da Barca e a Académica vão estar à venda em Coimbra a partir desta quinta-feira, nos locais habituais (Loja do Sócio e Sede Mancha Negra).

Os ingressos para a estreia da Briosa na Taça de Portugal 2012/2013 têm o custo de oito euros.

Recorde-se que a Académica defronta o Ponte da Barca no próximo domingo, às 14:00, no Estádio Municipal.

Força Rapazes!

Orlando regressa aos treinos

Após ter gozado dois dias de folga, concedida por Pedro Emanuel, o plantel dos estudantes regressou esta quarta-feira ao trabalho, começando desde já a preparar a deslocação do próximo domingo (14 horas) ao terreno do Ponte da Barca, encontro referente à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

A grande novidade na sessão matinal de hoje foi a presença de Orlando. O defesa-central não joga desde 15 de janeiro deste ano, depois de ter tido uma recaída de uma lesão no tendão de Aquiles esquerdo, e esta época nem sequer foi inscrito pela Académica, apesar de continuar a sua recuperação sob as ordens do departamento médico do clube.

Ausentes do treino estiveram Marcos Paulo, Carlos Saleiro, Halliche, Peiser, Wilson Eduardo, Reiner e Hélder Cabral, todos lesionados, ao passo que Nivaldo, ao serviço da seleção de Cabo Verde, e Bruno China, por motivos pessoais, também não assinaram a folha de presenças.

Esta quinta-feira há novo treino, pelas 10 horas, na Academia.

in abola.pt
_________________________________________

O ex-capitão da Académica, Orlando, voltou esta quarta-feira a treinar-se com o plantel nove meses depois da segunda lesão sofrida no tendão de Aquiles esquerdo, no espaço de um ano, a 15 de janeiro, durante o encontro com o V. Guimarães.

O experiente central vinha a recuperar desde então junto do departamento médico da Briosa, apesar de ter terminado contrato no final da última época, e poderá ser inscrito na próxima reabertura de mercado, caso continue a recuperar bem e face aos problemas recorrentes no centro da defesa. A inadaptação de Júnior Lopes, por exemplo, permite pensar seriamente no regresso do jogador ao Brasil no início do próximo ano.

in maisfutebol.iol.pt