31 de março de 2014

Académica já treina a pensar no FC Porto

A equipa profissional da Académica iniciou esta segunda-feira a preparação para o jogo diante o FC Porto, que conta para a 26ª jornada da Liga ZON Sagres.

Os "estudantes" treinaram na Academia Dolce Vita numa sessão onde o técnico Sérgio Conceição não contou com os lesionados Moussa e Manoel, bem como Fernando Alexandre, ausente por motivos pessoais.
   
Recorde-se que a Briosa soma 32 pontos na tabela classificativa, ocupando a sexta posição na prova, tendo como objectivo no Dragão reforçar esse estatuto.

A turma orientada por Sérgio Conceição volta aos treinos na quarta-feira, pelas 10:00, também na Academia Dolce Vita. 

in AAC-OAF

Marcos Paulo e Marcelo na equipa da jornada

Candeias, do Nacional da Madeira, assinou a melhor exibição da jornada e mereceu nota 5 no jogo com o FC Porto, este domingo.

De resto, o Nacional colocou três futebolistas no onze ideal.

Guarda-redes
Ventura (Rio Ave), 4

Defesa direito
Marcelo Goiano (Académica), 4 

Defesa central
Bauer (Marítimo), 4
Miguel Rodrigues (Nacional), 4

Defesa esquerdo
Siqueira (Benfica), 3

Médio centro
Marcos Paulo (Académica), 4 
Diogo Viana (Gil Vicente), 4

Médio direito
Rondón (Nacional), 4

Médio esquerdo
Candeias (Nacional), 5

Avançados
Bebé (Paços de Ferreira), 4
Derley (Marítimo), 4

in maisfutebol

2013/2014 - 25J - Académica 2 - Olhanense 1: Resumo

video

2013/2014 - 25J - Académica 2 - Olhanense 1


A Académica venceu este domingo o Olhanense por 2-1 numa partida que contou para a 25ª jornada da Liga ZON Sagres. A Briosa conquistou assim os 32 pontos na tabela classificativa, que lhe permitem subir ao sexto lugar da competição. 

Foram, no entanto, duas partes distintas para o conjunto liderado por Sérgio Conceição. Nos primeiros 45 minutos, a Académica foi melhor e poderia ter chegado bem cedo ao golo mas a pontaria, nos instantes iniciais do desafio, não foi a melhor. Seria apenas Marcos Paulo, de grande penalidade, a desbloquear o resultado a favor da turma conimbricense. Estavam decorridos 33 minutos. 

Ao intervalo, a Briosa vencia por 1-0 mas a etapa complementar não correu bem para os de negro. No reatar da partida, o Olhanense aproveitou um erro defensivo e chegou à igualdade por intermédio de Paulo Sérgio. Sem que nada o fizesse prever, a turma algarvia reentrou na discussão do jogo e ainda fez tremer em mais algumas ocasiões a baliza defendida por Ricardo.

No entanto, os "estudantes" arregaçaram mangas e chegaram ainda ao 2-1, novamente por intermédio de Marcos Paulo e novamente de grande penalidade, a castigar mão na área do Olhanense. Até final, registe-se ainda a expulsão de Djavan, já em cima do minuto 90.

Com este resultado, os pupilos de Sérgio Conceição chegam aos 32 pontos e na próxima jornada deslocam-se ao Dragão para defrontar o FC Porto. 

espectadores: 2196
árbitro: Bruno Paixão

Crónica

Depois de semanas a apelar à prudência, com o discurso dos 30 pontos quase como uma obsessão, a Académica pode, finalmente, mudar a cassete e começar a olhar para cima. Agora, é oficial: o objetivo passa a ser tentar ficar entre os oito primeiros. A Briosa consegue, assim, fechar o mês com uma vitória, depois de ter entrado em Março a vencer, em Arouca. 

Os três pontos não foram, todavia, fáceis de alcançar. Depois de uma primeira parte em que ficou a dever a si própria uma goleada, a equipa de Coimbra permitiu o empate num erro individual quando tinha o jogo na mão, e começou a abanar. Só que duas grandes penalidades, para uma equipa que não tinha nenhuma até então, permitiram um salto na tabela, para lugares mais europeus. 

O reverso da medalha fica para o Olhanense, cada vez mais último da classificação, e agora com menos um jogo para tentar recuperar. Os algarvios, que ainda não ganharam fora, venceram o Gil Vicente há mais de um mês e, desde então, voltaram ao registo das derrotas extramuros e empates em casa. Assim, vai ser impossível atingir a salvação... 

O jogo teve um aliciante inusitado no fato de ter proporcionado um rol de reencontros. A começar pelo próprio Sérgio Conceição e restante equipa técnica, mas também entre muitos jogadores que andaram a saltar do Algarve para Coimbra e vice-versa nos últimos tempos. 

Luís Filipe, Paulo Sérgio e Tozé Marreco regressaram a uma casa que já serviram, para enfrentar Fernando Alexandre, Nuno Piloto ou Salvador Agra, que já trajaram de rubro-negro. Um fluxo que, está bom de ver, deve muito ao retorno do antigo internacional português à «sua» Briosa, agora como treinador. 

Mas vamos ao jogo. A Académica aceitou sem cerimónias a postura recuada dos algarvios. Com uma boa pressão, foi assumindo o controlo do jogo e, não fosse alguma indefinição na finalização, e podia ter resolvido a partida bem cedo. 

Os algarvios permitam muito espaço de manobra aos estudantes, sobretudo quando estes resolviam acelerar um pouco. Parecia uma questão de tempo, tal a cadência das tentativas da equipa da casa para bater Belec. 

Poderia perfeitamente ter acontecido numa bola corrida, que o diga Salvador Agra, mas acabou por ser uma grande penalidade a servir de abre-latas. A primeira da época a favor da Briosa, por sinal! Marcos Paulo não perdoou e deu alguma justiça ao marcador. 

O Olhanense praticamente não reagiu, tirando um livre já nos descontos, e foi a equipa da casa que ainda dispôs de possibilidades para alargar a vantagem. Não o conseguiu, mas, ao menos, logrou materializar as diferenças evidentes que colocou em campo em relação ao adversário ao longo da etapa inicial. 

Erro individual coloca tudo em causa 

Pelo que se disse, nada fazia prever o disparate que deu o golo do empate ao Olhanense. Numa troca de bola imprudente entre Ricardo, João Real e Fernande Alexandre, este último, de costas para o adversário, quis devolver a bola ao seu guarda-redes, mas acabou por assistir Paulo Sérgio. 

Sem se perceber bem porquê, a equipa de Coimbra enervou-se, começou a cometer erros defensivos, e os algarvios ganharam confiança. De nulidade atacante na primeira parte, passaram a espreitar o contra-ataque com determinação. 

Mas o Olhanense também não ficou atrás em matéria de erros ou desconcentrações. Num cabeceamento de Real, Diakhité meteu a mão à bola, e Marcos Paulo voltou à marca dos 11 metros. A Briosa passou novamente para a frente. 

O sofrimento foi, todavia, o sentimento que os de Coimbra mais experimentaram até final da partida. Djavan foi expulso por acumulação de amarelos, o Olhanense ainda beneficiou de um livre perigoso, e o coração dos adeptos suspirou até ao último apito de Bruno Paixão. Ufa! 

Se a ideia da Académica era limpar a imagem deixada na Luz, pode dizer-se que a missão foi cumprida, mas com um suficiente menos. E, já agora, mais uma achega: os estudantes já não ganhavam em casa para a Liga principal há 39 anos aos algarvios. Mais um borrego abatido depois dos triunfos sobre o FC Porto e em Braga. 

Destaques 

A figura: Salvador Agra
Elétrico. Fez de tudo pelo lado direito. Correu, deixou adversários para trás, e cheirou o golo. Num primeiro lance, se tivesse mais alguns centímetros, teria inaugurado o marcador com um cabeceamento à boca da área, mas não se ficou por aqui. Pouco depois, obrigou Belec a uma grande defesa. Perdeu preponderância na segunda parte, um pouco à semelhança de toda a equipa, mas foi quem mais agitou a partida do cômputo geral. 

Outros destaques: 

Marcos Paulo 
Marcou as duas grandes penalidades da partida, as primeiras para a sua equipa esta época, algo que nunca é fácil. Mas o brasileiro nem pestanejou e transformou as duas oportunidades em outros tantos golos, oferecendo a vitória aos estudantes. Já é o melhor marcador da Briosa no Campeonato, com três golos. 

Paulo Sérgio 
Estava no sítio certo à hora certa e acreditou que Fernando Alexandre poderia falhar aquele passe. Dito e feito. Marcou um dos golos mais fáceis da sua carreira, mas com todo o mérito. No resto, foi um lutador, mas não teve o devido acompanhamento. 

Marcelo 
Tal como Salvador Agra, abriu uma autoestrada pelo lado direito e fartou-se de atacar. Rápido e incisivo, causou vários embaraços à defesa algarvia, com destaque para as combinações, justamente, com o colega de corredor. Além disso, ganhou a grande penalidade que deu o primeiro golo da partida. 

Opiniões 

Sérgio Conceição, treinador da Académica, depois da vitória deste domingo sobre o Olhanense, em Coimbra: 

«Fizemos uma exibição de acordo com o que eu esperava. Esperava uma atitude diferente da Luz. Os jogadores deram uma resposta fantástica, com uma primeira parte de grande nível. Na segunda, entrámos apáticos e quando nada o fazia prever, sofremos um golo que abanou a equipa. Depois, acabámos por cima e somos justos vencedores. Tirando o golo do Olhanense, não vi mais nenhum remate que o Ricardo defendesse. Penso que foi um jogo agradável de ver, com dinâmica, preparamos bem a partida, e conseguimos fazer circular bem a bola pelas alas. Finalmente, atingimos a meta delineada por nós e estou muito feliz. Sensação de beneficiar de dois penalties? É ótima. É uma sensação boa. Penso que éramos a única equipa da Europa sem penalties a favor. Vieram na melhora altura. Mas para os ter foi preciso chegar à área e contribuir para que isso acontecesse. Agora é continuarmos a dar o nosso melhor, deixar uma imagem positiva. Atingimos o objetivo e agora tudo o que vier é bom. Continuamos a trabalhar da mesma forma, vamos preparar o jogo com o FC Porto como fizemos para o Benfica, espero é que estejamos melhor. Vamos continuar a ser rigorosos e exigentes.» 


Giuseppe Galderisi, treinador do Olhanense, depois da derrota deste domingo frente à Académica, em Coimbra: 

«A Académica fez uma grande primeira parte, o Olhanense fez uma grande segunda parte. Os episódios contra nós, não sei o porquê. Não vim criticar o árbitro, faço o meu trabalho. Mas há leis. Quando a mão não ocupa um espaço, mas está junto ao corpo, há uma lei para respeitar. Há regras iguais para todos, seja em Portugal, Inglaterra ou Alemanha. Mas não é porque perdi que digo isto. Foi o quarto penalti contra nós nas últimas duas partidas fora. Se jogarmos como no segundo tempo, conseguiremos alcançar o nosso objetivo. Estou nisto há 30 anos, não sou um garoto. Quando há demasiados episódios a favor dos outros, algo está mal. Os meus jogadores têm de trabalhar melhor. Temos de saber sofrer e esperar o nosso momento. Estou a começar a conhecer o futebol português. Estou a aprender muito. Não é uma crítica. É um alerta.» 

Marcos Paulo, jogador da Académica autor dos dois golos, de grande penalidade, que deram a vitória à equipa este domingo, em Coimbra, sobre o Olhanense: 

«Uma vitória tranquiliza sempre, não esquecendo que passamos o nosso objetivo, dos 30 pontos, e agora estamos com 32. Estamos no bom caminho e agora vamos jogar jogo a jogo para ver o que acontece. Marcar duas grandes penalidades? É diferente, nunca me tinha acontecido. Foi bom para mim e para a equipa. O Belec tentou antecipar, olhou e esperou até ao último momento e escolheu bem o lugar, mas a bola entrou. Os jogadores saíram exaustos, deram tudo o que tinham, tivemos vontade e garra. Melhor marcador da Académica no campeonato? O importante é a vitória da equipa.» 

Ao minuto 

90'Vitória sofrida da Académica, por culpa própria, mas três pontos que aproximam a equipa dos lugares europeus.
90'FIM DO Académica, (2) - Olhanense, (1)
90'Livre perigoso para o Olhanense!
90'Cartão amarelo para Ivanildo.
90'Tozé Marreco... segura Ricardo!
89'Segundo cartão amarelo para Djavan Ferreira.
87'Entra Marinho (Académica)
87'Sai Salvador Agra (Académica)
86'Regula por cima!
86'Entra F. Balogun (Olhanense)
86'Sai C. Obodo (Olhanense)
81'Cartão amarelo para Paulo Sergio.
79'Diakhité meteu mão à bola no cabeceamento de Real na grande penalidade.
77'GOOOOOOOOOOOOOOOOOLO (penálti) de Marcos Paulo.
76'Cartão amarelo para O. Diakhite.
76'PENÁLTI PARA A ACADÉMICA!!!
74'Marcelo... agarra Belec!
73'Entra Ivanildo (Académica)
73'Sai Diogo Valente (Académica)
72'Cartão amarelo para Jander.
69'Entra Tozé Marreco (Olhanense)
69'Sai J. Vojtus (Olhanense)
68'Cartão amarelo para Djavan Ferreira.
66'Marcos Paulo contra a barreira. Canto,
65'Cartão amarelo para Paulo Regula.
62'Entra Manoel (Académica)
62'Sai Rafael Lopes (Académica)
59'Agora é Halliche a fazer asneira!
57'Entra Paulo Regula (Olhanense)
57'Sai Pelé (Olhanense)
55'Disparate de Fernando Alexandre, que, de costas, quis devolver a Ricardo, mas acabou por assistir Paulo Sérgio!!!
55'GOOOOOOOOOOOOOOOOOLO de Paulo Sergio.
53'Rafael Lopes às malhas laterais!
50'O Olhanense carrega...
50'Terceiro canto consecutivo para os algarvios...
49'Canto para o Olhanense.
46'A saída de bola do Olhanense quase dé em golo, mas Ricardo agarra!
46'Recomeça o Académica - Olhanense
45'Primeira parte de sentido único para a Académica, que já poderia estar a ganhar por mais.
45'Intervalo no Académica - Olhanense
45'Kroldrup não chega após um livre!!!
45'Diogo Valente bate, mas a bola sofre um ressalto e é pontapé de baliza para o algarvios!
44'Mão de Obodo na meia-lua, livre muito perigoso para a Académica!
42'Cartão amarelo para V. Belec.
42'Belec segura o cabeamento de Halliche!
41'Grande corte de Kroldrup quando Rafael Lopes se preparava para cabecear!
35'Foi a primeira grande penalidade a favor da Académica desta época!
34'GOOOOOOOOOOOOOOOOOLO (penálti) de Marcos Paulo.
34'Falta de Pelé sobre Marcelo no penalti!
33'Cartão amarelo para Pelé.
33'Cartão amarelo para Lucas.
32'GRANDE PENALIDADE PARA A ACADÉMICA!
30'GRANDE DEFESA DE BELEC!! Era um golaço de Agra!!
27'Paulo Sérgio atira por cima!
26'Livre para o Olhanense em posição perigosa!
22'Golo anulado a Rafael Lopes por fora de jogo, depois de grande jogada de Salvador Agra!!
20'Agora é Makelelé a rematar à figura de Belec!
20'Foi uma boa jogada entre Djavan e Valente, este cruzou para pequena área, onde aparece o pequeno extremo de cabeça, a falhar!!!
19'SALVADOR AGRA FALHA À BOCA DA BALIZA!!!
18'Toda a bancada onde estava a claque foi evacuada...
15'A Mancha Negra está a sair da sua bancada habitual e desloca-se para o meio.
13'Livre para a área do Olhanense, mas havia fora de jogo.
10'Cartão amarelo para Diogo Valente.
8'Paulo Sérgio... por cima!
6'Era uma boa iniciativa de Makelelé, mas foi longe de mais. A Académica recupera a bola, mas Diogo Valente atira muito por cima!
4'A Académica conquista dois cantos consecutivos.
2'Primeiro canto do jogo, para a Académica.
1'Começa o Académica - Olhanense
0'Tudo a postos para o início do jogo. A Académica joga com o equipamente habitual, o Olhanense alinha de branco.
0'Cerca de duas mil pessoas neste momento, não mais...
0'Ricardo, guarda-redes da Académica, regressa aos balneários e é saudado pelo público. Que é pouco, diga-se.
0'Foi há duas épocas e já não acontecia desde 1961! Em 22 jogos, para todas as competições, a Académica leva uma natural vantagem neste confronto, com 10 vitórias contra seis dos forasteiros, registando-se ainda seis empates. Esta temporada, de resto, os estudantes já foram ganhar ao Algarve.
0'Sérgio Conceição, agora do outro lado da barricada, foi o último treinador a ganhar em Coimbra ao serviço do Olhanense.
0'Já não chove numa altura em que as equipas, incluindo a de arbitragem, fazem o aquecimento.
0'Do outro lado, passaram pela Académica três jogadores: Luís Filipe, Paulo Sérgio e Tozé Marreco. Só falta João Ribeiro, que está lesionado. Muito conhecimento mútuo em campo!
0'Este será um jogo com uma quantidade inusitada de reencontros. A começar por Sérgio Conceição e restante equipa técnica, que representaram a turma de Olhão num passado recente, tal como Ivanildo, Fernando Alexandre, Nuno Piloto e Salvador Agra, todos eles agora de losango ao peito.
0'O árbitro da partida será Bruno Paixão, de Setúbal, auxiliado por António Godinho e Pais António. O quarto árbitro é Luís Laranjeira.
0'Suplentes: Ricardo, Vítor Bastos, Luís Filipe, Paulo Regula, Rui Duarte, Balogun e Tozé Marreco.
0'OLHANENSE: Belec; Sampirisi, Diakité, Kroldrup e Jander; Lucas; Pelé, Obodo e Paulo Sérgio; Dionisi e Vojtus.
0'Suplentes: Peiser, Aníbal Capela, Nuno Piloto, Cleyton, Marinho, Ivanildo e Manoel.
0'ACADÉMICA: Ricardo; Marcelo Goiano, João Real, Halliche e Djavan; Fernando Alexandre e Makelelé; Salvador Agra, Marcos Paulo e Diogo Valente; Rafael Lopes.
0'Já há equipas oficiais!
0'CONVOCADOS DO OLHANENSE:Guarda-redes: Ricardo e Vid Belec; Defesas: Jander, Vítor Bastos, Luís Filipe, Diakhite, Kroldrup e Sampirisi; Médios: Obodo, Pelé, Rui Duarte, Regula, Lucas Souza e Celestino; Avançados: Femi Balogun, Murilo, Paulo Sérgio, Tozé Marreco, Vojtus e Dionisi.
0'João Ribeiro saiu devido a lesão (lombalgia), e por indisponibilidade física os algarvios também não podem contar com Santana (lesão muscular), Mehmeti (lesão muscular) e Mladen (queixas adutores). O defesa romeno, que falhara a receção ao Nacional, devido a castigo, lesionou-se nos últimos treinos.
0'Em relação ao encontro com o Nacional, o treinador italiano deixou de fora Ricardo Ferreira, Coubronne, Mirko Bigazzi e João Ribeiro, e chamou Jander, Luís Filipe, Celestino e Paulo Sérgio, que regressam após castigo.
0'Giuseppe Galderisi procedeu a quatro alterações na lista de convocados do Olhanense, para o jogo deste domingo.
0'CONVOCADOS DA ACADÉMICA: Guarda-redes: Ricardo e Peiser; Defesas: Marcelo Goiano, Halliche, João Real, Aníbal Capela e Djavan; Médios: Nuno Piloto, Fernando Alexandre, Makelelé, John Ogu, Marcos Paulo e Cleyton; Avançados: Marinho, Magique, Salvador Agra, Rafael Lopes, Manoel, Ivanildo e Diogo Valente.
0'Em relação aos 20 jogadores chamados na semana passada, saem Moussa, por lesão, e João Dias, por opção. Pelo menos motivo, ficam de fora Fábio Santos, Elton Monteiro e Paulo Grilo.
0'Sérgio Conceição voltou a chamar Ivanildo cerca de um mês e meio depois deste se ter lesionado, no jogo com o Belenenses. Da lista de convocados faz ainda parte Manoel.
0'Aliás, com as jornadas a esfumarem-se, a equipa precisa urgentemente de voltar a ganhar, sob pena de ficar prematuramente condenada pela matemática.
0'Desde a vitória sobre o Gil Vicente, há pouco mais de um mês, os algarvios voltaram à regularidade do costume: empates em casa e derrotas fora. A este ritmo, não vai dar para evitar a descida.
0'Este encontro será, por isso, um teste para perceber até que ponto os de Coimbra terão ficado afetados ou se se tratou apenas de um acidente de percurso na perseguição aos tais 30 pontos pedidos por Sérgio Conceição. Só falta um ponto. Será desta?
0'Para a Briosa, o melhor ciclo da época foi interrompido na semana passada, com uma derrota (3-0) e exibição na Luz nada condizente com o percurso da equipa até então.
0'A cerca de uma hora do início do jogo está a chover com alguma intensidade e também está vento.
0'Os estudantes ocupam atualmente o 10º lugar, com 29 pontos, enquanto os algarvios são últimos, com 18.
0'Boa tarde. Bem-vindos ao Académica-Olhanense, jogo da 25ª jornada, que o Maisfutebol vai acompanhar AO MINUTO. Fique ligado!


texto e fotos: maisfutebol 

29 de março de 2014

2013/2014 - 25J - Académica - Olhanense: Convocados

Ivanildo de volta mês e meio depois

Sérgio Conceição voltou a chamar Ivanildo cerca de um mês e meio depois deste se ter lesionado, no jogo com o Belenenses. Em causa está o jogo deste domingo, em Coimbra, com o Olhanense, e da lista de convocados faz ainda parte Manoel.

Em relação aos 20 jogadores chamados na semana passada, saem Moussa, por lesão, e João Dias, por opção.

Pelo menos motivo, ficam de fora Fábio Santos, Elton Monteiro e Paulo Grilo.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Ricardo e Peiser;

Defesas: Marcelo Goiano, Halliche, João Real, Aníbal Capela e Djavan;

Médios: Nuno Piloto, Fernando Alexandre, Makelelé, John Ogu, Marcos Paulo e Cleyton;

Avançados: Marinho, Magique, Salvador Agra, Rafael Lopes, Manoel, Ivanildo e Diogo Valente.

in maisfutebol

Académica vs Olhanense: Antevisão de Sérgio Conceição

28 de março de 2014

Académica vs Olhanense: Antevisão de Makelele





in AAC-OAF

2013/2014 - 25J - Académica - Olhanense - Bilhetes: Mancha Negra


in FB Macha Negra

2013/2014 - 26J - FC Porto - Académica: Horário: DOM, 06Abr, 19.15H

JORNADA 26
V. GUIMARÃES04/ABR
20H00
SPORTTV
ESTORIL
OLHANENSE05/ABR
18H00
SPORTTV
BRAGA
P. FERREIRA05/ABR
20H15
SPORTTV
SPORTING
MARÍTIMO06/ABR
16H00
AROUCA
GIL VICENTE06/ABR
16H00
BELENENSES
V. SETÚBAL06/ABR
17H00
SPORTTV
NACIONAL
PORTO06/ABR
19H15
SPORTTV
ACADÉMICA
BENFICA07/ABR
20H00
BENFICA TV
RIO AVE

SC Braga segue Djavan

Peça fundamental da defesa da Académica, Djavan está a ser seguido de perto pelo SC Braga, que poderá mesmo avançar com uma proposta de aquisição do passe do lateral-esquerdo.

O brasileiro, de 26 anos, foi cedido à Briosa pelo Corinthians Alagoano até 2015 e o clube de Coimbra tudo fará para o manter no plantel.

in abola

Nuno Oliveira é candidato para “acordar gigante adormecido”

Advogado apresentou-se ontem como candidato à presidência da Académica/OAF. Ambição desportiva, criar uma estrutura forte e aproximação à academia são alguns dos objectivos

Nuno Oliveira é o primeiro candidato à presidência da Académica/OAF nas eleições que se irão realizar este ano. O advogado apresentou ontem a candidatura perante uma sala cheia de caras conhecidas do universo academista e ladeado por Mário Campos (mandatário da candidatura), Rui de Alarcão (Conselho Académi­co), Alfredo Castanheira Neves (Assembleia-Geral) e José Manuel Quelhas (Conselho Fiscal) que o acompanham neste processo.

in diário de coimbra

foto in facebook anegra

Nuno Oliveira apresentou candidatura às eleições da Académica

Advogado quer fazer uma refundação da Briosa

O advogado Nuno Oliveira apresentou esta quinta-feira a sua candidatura às próximas eleições da Académica, que deverão realizar-se entre 15 de Maio e 15 de Junho deste ano.

O candidato prometeu fazer uma refundação do clube, caso seja eleito, procurando torná-lo mais congregador, mobilizador, e mais próximo das força vivas da cidade.

Na lista, estão Alfredo Castanheira Neves (para a presidência da Assembleia Geral), José Manuel Quelhas (Conselho Fiscal) e Rui Alarcão (Conselho Académico). O mandatário da candidatura será o antigo jogador da Briosa Mário Campos.

José Eduardo Simões, presidente em exercício há 10 anos, ainda não fez saber se voltará a recandidatar-se.

in maisfutebol

Nuno Oliveira quer "refundar" a Briosa

Advogado apresentou a candidatura às eleições do clube e vincou que o ciclo de José Eduardo Simões chegou ao fim
O advogado Nuno Teodósio Oliveira anunciou hoje, em Coimbra, a sua candidatura às eleições da Académica - Organismo Autónomo de Futebol, que terão de se realizar até meados de junho, prometendo um processo de "refundação" da 'Briosa'.

"Pretendemos que a Académica, que está numa fase de estagnação, adote um rumo completamente diferente e que seja mais mobilizadora, mais congregadora, mais ambiciosa em resultados desportivos e que não esteja de costas viradas para a cidade, para a universidade e para a direção-geral da Associação Académica", afirmou na apresentação.

Nuno Oliveira disse que pretende "construir a Académica do futuro, que não se contenta com a sistemática luta pela permanência [na I Liga de futebol], que não se contenta com o facto de ter 3.000 sócios, que não se contenta em ter 2.000 pessoas no estádio e que não se contenta em estar cada vez mais enclausurada e fechada sobre si mesmo".

"Há um conformismo instalado, a Académica não estabilizou mas estagnou e, portanto, aquilo que se nos colocava era também nós continuarmos conformados ou assumirmos o que pretendemos, sendo fiéis aos princípios que defendemos para a instituição", afirmou, perante uma sala cheia, com cerca de 200 sócios.

Segundo o candidato, que assumiu o lema "Briosa 100%", o rumo iniciado em 2004 pela atual direção presidida por José Eduardo Simões "está esgotado, sem embargo de alguns êxitos conjunturais e do trabalho realizado".

in ojogo

27 de março de 2014

Nuno Oliveira apresenta candidatura esta tarde

Nuno Oliveira vai mesmo avançar com a candidatura à presidência da Académica e o anúncio será feito esta tarde, pelas 17 horas, no hotel Tryp, em Coimbra. 

O advogado, de 33 anos, já escolheu os nomes que vão encabeçar os restantes órgãos sociais do clube: Alfredo Castanheira Neves (Assembleia Geral), José Manuel Quelhas (Conselho Fiscal) e Rui Alarcão (Conselho Académico). 

in abola 

Nuno Oliveira

Nuno Oliveira é o primeiro a avançar com a candidatura às eleições da Académica/OAF. Aos 33 anos, o advogado e professor universitário, natural de Coimbra, apresenta os cabeças de lista esta quinta-feira.

Antes mesmo de José Eduardo Simões, atual presidente da Briosa, revelar se volta a candidatar-se a mais um mandato na instituição, Nuno Oliveira assume-se como oposição à atual gestão.

O advogado foi um dos rostos do movimento Académica 100 % dos Sócios, que apelou à escolha da SDUQ no “referendo” sobre o novo modelo de gestão desportivo do clube, no último ano.

Esta quinta-feira à tarde, pelas 17H00, será oficialmente apresentada a lista e os seus candidatos aos órgãos de gestão da instituição.

As eleições ainda não foram marcadas mas deverão ter lugar no início do próximo mês de junho.

in as beiras

Académica vs Olhanense: Bilhetes estão à venda

Já se encontram à venda os bilhetes para o jogo entre a Académica e o Olhanense, um desafio que conta para a 25ª jornada da Liga ZON Sagres e que será disputado no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra no domingo, pelas 16:00.

O preço dos bilhetes para os associados da Briosa mantém-se em 2,5 euros, sendo que o Pack Família continua disponível nas mesmas condições dos últimos jogos (4 bilhetes por 20 euros). 

Este pacote promocional é válido para todo o Distrito, sendo que deverá apresentar um comprovativo de residência (Bilhete de Identidade, carta de condução, extracto da conta da água ou luz, etc…), de modo a poder aproveitar esta oportunidade.

Caso não pretenda adquirir o Pack Família, estão à venda os ingressos aos preços habituais (Norte - 10€; Centrais Inferiores - 20€; Centrais Superiores - 25€). 

Os bilhetes estão à venda na Loja do Sócio, no Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra, entre as 10:00 e as 13:00 e as 14:00 e as 18:00. No dia do jogo, o espaço estará naturalmente aberto. Os ingressos podem também ser adquiridos na Loja Oficial da Briosa no Dolce Vita Coimbra.

Não fique em casa e apoie os "estudantes" do princípio ao fim. A sua presença é fundamental até porque UNIDOS VENCEREMOS !!!

Força Académica!

Confira o preço dos bilhetes * (Planta Virtual do Estádio):

Sócios com bilhete de época (pack 10 jogos incluído)
Entrada gratuita + 1 acompanhante a preço de sócio

Sócios sem bilhete de época ---   2,5 €
Público - Pack Família (4 bilhetes - Residentes Distrito de Coimbra) ---  20 €
Público - Norte (Sector Visitante) ---  10 €
Público - Centrais Inferiores (caso não adira ao Pack Família) ---  20 €
Público - Centrais Superiores (caso não adira ao Pack Família) ---  25 €


in AAC-OAF

Rafael Lopes avança para o Olhanense

Avançado deve recuperar a titularidade frente aos algarvios

A boa entrada no jogo com o Benfica e a lesão de Moussa devem contribuir para que o avançado Rafael Lopes, um dos reforços de Inverno da Académica, recupere a titularidade este domingo, frente ao Olhanense. 

O ex-Penafiel ainda procura o primeiro golo ao serviço da Briosa e terá, agora, mais um oportunidade para o concretizar num encontro em que a equipa irá, mais uma vez, procurar atingir (ou até ultrapassar) a barreira dos 30 pontos, meta de segurança estabelecida por Sérgio Conceição para garantir a manutenção.

Nesta quarta-feira, dia de regresso aos trabalhos após a folga, o plantel dos estudantes voltou a registar apenas a ausência do senegalês, que sofreu uma contratura na Luz, tendo sido rendido ao intervalo precisamente por Rafael Lopes. 

É provável, contudo, que essa não seja a única alteração promovida pelo técnico de Coimbra, que foi bastante crítico para com os jogadores e costuma não ter contemplações nestas alturas.

Noutro âmbito, a corrida às eleições presidenciais do clube, que devem decorrer, de acordo com os estatutos, entre 15 de Maio e 15 de Junho, já teve início. O advogado Nuno Oliveira vai apresentar candidatura, numa altura em que José Eduardo Simões ainda não anunciou se irá recandidatar-se. 

in maisfutebol 

26 de março de 2014

Nuno Oliveira na corrida à presidência

Nuno Oliveira vai ser candidato às eleições da Académica, que estatutariamente deverão realizar-se entre 15 de maio e 15 de junho. 

Ao que A BOLA apurou, o advogado de 33 anos já tomou a decisão e deve apresentar a candidatura nos próximos dias. 

in abola

25 de março de 2014

Ricardo chegou aos 5000 minutos consecutivos

Vai na terceira época sem «largar» a baliza para o campeonato

Ricardo atingiu no último jogo com o Benfica a soma de 5000 minutos consecutivos para a Liga na baliza da Académica, proeza devidamente assinalada esta terça-feira pelo clube de Coimbra através do Facebook.

A contagem começou no final da temporada de 2011/12, diante do V. Setúbal, jogo que, curiosamamente, marcou o regresso da Briosa às vitórias depois de 16 jogos seguidos sem ganhar. Ajudou a equipa a conseguir a manutenção, e repetiu a titularidade na jornada seguinte, a última, com nova vitória, em Guimarães.

Na última época, completou o pleno de 30 jogos, primeiro com Pedro Emanuel no banco, e, perto do final, já com Sérgio Conceição ao leme. A estes, soma atualmente 24, sem nunca ter sido substituído, sem uma única lesão ou castigo.

É mais um dado de realce na extraordinária época do guardião, que, por exemplo, já defendeu cinco grandes penalidades, em todas as competições, e tem sido constantemente pré-convocado para a Seleção. Chegará para ir ao Mundial?

in maisfutebol

Moussa trouxe uma contratura da Luz

Avançado senegalês falhou o regresso aos trabalhos

O avançado Moussa foi o único ausente da sessão de trabalho da Académica nesta segunda-feira, menos de 24 horas depois da derrota (3-0) na Luz.

O senegalês sofreu uma contratura no gémeo da perna esquerda, lesão que levou, inclusive, Sérgio Conceição a trocá-lo ao intervalo por Rafael Lopes.

Moussa está, para já, em dúvida para o encontro do próximo domingo, em Coimbra, diante do Olhanense, partida em que Ivanildo já deverá voltar a ser convocado, podendo assim defrontar a ex-equipa, tal como acontecerá ao próprio Sérgio Conceição, a Nuno Piloto, Fernando Alexandre e Salvador Agra.

Esta terça-feira é dia de folga para os estudantes, que voltam aos trabalhos em dose dupla na quarta-feira.

in maisfutebol
__________________________________________________________________________

Boletim Médico: 24 de Março de 2014
Moussa: Contractura no gémeo esquerdo. 
in AAC-OAF

Maisfutebol: A frase da Jornada 24

«Hoje, mesmo com o Casa Pia perderíamos»

O jogo foi entre equipas da Liga. Foi entre o Benfica e a Académica. Os «estudantes» saíram derrotados da Luz por 3-0 e Sérgio Conceição não poupou nas críticas à «atitude» dos seus jogadores fazendo uma referência a uma equipa de outro campeonato; no caso, do Nacional de Seniores. 

«Não esperava esta má exibição. Falta de atitude. Tivemos lances inconcebíveis, oferecemos golos. Hoje, mesmo com o Casa Pia perderíamos, com esta atitude. Não existimos como equipa. Não estava à espera», afirmou Sérgio Conceição após o jogo como os «encarnados, em declarações feitas à Benfica TV. 

in maisfutebol 

2013/2014 - 25J - Académica - Olhanense: Árbitro: Bruno Paixão

Nomeações da 25ª Jornada:

SC Braga – Benfica, Pedro Proença;
Sporting – V. Guimarães, Nuno Almeida
Nacional – FC Porto, João Capela
Belenenses - Paços de Ferreira, Hugo Miguel;
Arouca - Vitória de Setúbal, Artur Soares Dias;
Académica – Olhanense, Bruno Paixão;
Estoril - Rio Ave, Bruno Esteves;
Gil Vicente – Marítimo, Rui Costa

24 de março de 2014

2013/2014 - 24J - Benfica 3 - Académica 0: Resumo

Link

2013/2014 - 24J - Benfica 3 - Académica 0


A Académica perdeu este domingo com o Benfica por 3-0, numa partida disputada no Estádio da Luz e que contou para a 24ª jornada da Liga ZON Sagres. Ainda não foi desta que os "estudantes" atingiram os 30 pontos na tabela classificativa e para isso muito contribuiu o facto de a equipa da casa ter chegado cedo ao golo, por intermédio de Lima.

O actual líder do campeonato viu-se em vantagem cedo e ampliou-a ainda na primeira parte, quando Lima fez o 2-0. Apesar de a Académica nunca ter desistido de procurar outro resultado, seria novamente a equipa da casa a marcar, na etapa complementar, com Enzo Pérez a estabelecer o resultado final em 3-0.

Uma palavra para os adeptos da Briosa que marcaram presença no Estádio da Luz, fazendo mais uma vez ouvir a sua voz no apoio ao conjunto liderado por Sérgio Conceição.

Na próxima jornada, os "estudantes" recebem em Coimbra o Olhanense. A partida está agendada para domingo, às 16:00, no Estádio EFAPEL. Força Rapazes!

espectadores: 49 320
árbitro: Rui Costa

in AAC-OAF

Crónica

Os adeptos do Benfica que foram à Luz, neste domingo, tiveram direito a ementa «gourmet». Não podem dizer que se tenham empanturrado (não faltou muito), mas tiveram direito a requinte, mesmo em que doses pequenas.

Comeram com os olhos, numa refeição dividida em três pratos, dois dos quais com forte travo a Lima. Neste «Masterchef» produzido na Luz, o «chef» principal foi brasileiro, mas toda a equipa mereceu estrela.

Degustação tranquila 

O requinte do Benfica viu-se sobretudo em duas ou três jogadas de grande qualidade, resultantes sobretudo de inspiração coletiva. Momentos dignos do «Youtube».

O lance do segundo golo é o exemplo maior. A jogada começou bem perto da baliza defendida por Oblak, e acabou nas redes contrárias. Pelo meio só não terá passado pelos pés de Rodrigo, Gaitán e do próprio guarda-redes esloveno. Pelo meio ainda houve uma interceção pontual de Makelele, mas isso pouco ou nenhum brilho tira à jogada, concluída por Lima.

Estavam então cumpridos 28 minutos e as «águias» deixavam a vitória praticamente sentenciada. Cedo, como já tinha acontecido com o Estoril, com golos aos 7 e 20 minutos.

Desta vez o tento inaugural apareceu aos 11, fruto de uma asneira de Halliche, que cortou contra Lima depois de Rodrigo ter atirado ao poste.

E na ementa a Académica até se apresentava bem organizada, com um bloco coeso, sobretudo na zona intermédia. Fernando Alexandre, Marcos Paulo e Makelele começaram a fechar bem o espaço central, com Agra e Diogo Valente em missão de sacríficio nas alas.

Mas tantas vezes guloso, desta vez o Benfica teve a inteligência de ser paciente. Mostrou sempre enorme tranquilidade e segurança na circulação de bola, e assim construiu a vantagem, com momentos vistosos.

Como à beira do intervalo, numa iniciativa de Siqueira, que após tabelas habilidosas com Markovic e Rodrigo apareceu na área, mas viu Ricardo negar-lhe o golo.

A ameaça do «banquete» 

De tabela em tabela, o Benfica ia criando oportunidades. Foi assim que chegou ao terceiro golo, apontado por Enzo Pérez, após combinação com Rodrigo (59m).

A Académica só criou perigo depois, e em duas ocasiões. Primeiro com um cabeceamento de Rafael Lopes (68m), lançado ao intervalo, e depois com um livre de Marcos Paulo que ainda tirou tinta ao poste (74m).

Mas na verdade esteve mais próximo o quarto golo do Benfica do que o tento de honra da Briosa. É que Rodrigo e Salvio ainda acertaram nos ferros (63m e 90m), antes de Ricardo negar o «hat trick» a Lima no último lance.

Destaques

A figura: Lima 
Tanque cheio de golos. O melhor marcador do Benfica apareceu nesta tarde na Luz para derrubar a defesa da Académica. Dois golos, um deles sem sequer ter de chutar à baliza. Até se pode começar pelo 1-0, mesmo. Bateu de peito para Rodrigo e completou em força e querer o que o colega do ataque tinha atirado ao poste. Foi forte no arranque quando viu a bola no ferro e meteu o pé quando Halliche queria aliviar. Um golo de vontade, a empurrar a equipa. Depois, numa das melhores jogadas do encontro, finalizou o passe de Markovic para o 2-0. Mas o brasileiro foi mais do que os golos. Foi o Tanque Lima que bate contra muralhas e faz daquele pulmão força para chegar à frente. Segurou a bola e combinou muito bem com toda a ofensiva. Acabou o jogo com Ricardo a negar-lhe o hat-trick.

O momento: minuto 28 
O placard da Luz assinalava 1-0, a Académica continuava à espera do Benfica. Mas aventurou-se e decidiu ficar na pressão junto á área encarnada. Os encarnados tocaram, tocaram e tocaram a bola. Passou por Siqueira, Fejsa, Garay, Luisão, Enzo, Sílvio, Markovic. Bateu em Makelele e voltou para o lateral-direito, que depois lançou o mais novo dos sérvios. Markovic arrancou pela direita e Lima deu o toque final: 2-0. Só faltaram Oblak, Gaitán e Rodrigo na jogada.

Outros destaques

Rodrigo 
Não marcou, é verdade, mas continua a demonstrar que está num belo momento. Mas não marcou porque a baliza encolheu aos 11 minutos, quando lançado por Lima aguentou um choque e atirou de pé direito. Lá está, a baliza encolheu-se e o remate bateu no poste, apenas para Lima na sequência fazer o 1-0. Teve outros grandes momentos, como aquele toque a deixar Siqueira na área, em cima do intervalo. Quando já parecia que estava a baixar de produção, meteu uma assistência nas estatísticas e serviu Enzo Pérez para o 3-0, e logo no imediato atirar a outro ferro, com estrondo, depois de perceber o erro de Halliche. Belíssimo jogo.

Siqueira 
O Benfica pode ter aqui a solução para um velho problema. Bem a defender, igualmente bem a atacar, Siqueira está na melhor forma desde que chegou a Lisboa. O lateral-esquerdo do Benfica está mais do que ambientado, dá segurança e combina muito bem com Gaitán, por exemplo. Está mais solto, como se viu em vários lances, sobretudo naquele em cima do intervalo, em que entrou na área servido por Rodrigo. Ricardo estragou uma das jogadas da época. Tem uma cláusula de alguns milhões e, nestas coisas tem sempre de se ver o salário. Mas o passado recente do lado esquerdo encarnado já demonstrou que adiar soluções não é aconselhável.

Markovic 
Mais uma confirmação: está aplicadíssimo a defender e cada vez melhor no jogo da equipa. Djavan é um lateral ofensivo, com força e que transporta bem a bola. Mas Markovic fechou-lhe a porta primeiro e deixou-o para trás depois. No 2-0, com espaço, meteu em Lima para a pequena área, quando se pensava que a bola ia sair atrasada. Mais um passe para golo. Ainda assim, continua a ter várias decisões em campo que lhe denotam a idade.

Djavan 
Markovic tapou-lhe caminhos, é verdade, mas o lateral-esquerdo da Académica nunca parou de tentar desbravá-los. Então quando o sérvio foi jogar para o outro lado, Djavan surgiu algumas vezes no ataque, com um Benfica também a entrar em descompressão. Foi ele que criou a jogada mais perigosa dos estudantes, que Rafael Lopes atirou ao lado.

Destaques 

Sérgio Conceição, treinador da Académica, em declarações à Benfica TV 

«Não esperava esta má exibição. Falta de atitude. Tivemos lances inconcebíveis, oferecemos golos. Hoje, mesmo com o Casa Pia perderíamos, com esta atitude. Não existimos como equipa. Não estava à espera».

O treinador da Académica, Sérgio Conceição, em declarações após o jogo com o Benfica, da jornada 24 da Liga 2013/14 e que terminou com um triunfo encarnado por 3-0: 

«O que correu mal? Tudo, no fundo. Não fomos uma equipa com atitude competitiva de acordo com o que tivemos nas últimas semanas. A prova disso é que sofremos mais golos hoje do que em toda a segunda volta. Quando cometemos erros frente a estas equipas fica difícil. Houve displicência e falta de atitude. Acontece. Não têm acontecido muitos dias como este, mas este foi um jogo mau. Não só defensivamente, também não saímos bem para o ataque.»

«Mérito do Benfica? Defrontámos um coletivo muito forte e que tem jogadores com grande capacidade. Pela mobilidade que tem e desequilíbrios que cria, está mais humilde no processo defensivo. Quando tem de baixar linhas, baixa. Se não houver surpresas, é o maior candidato ao título.»

«Ninguém falou em lugar europeu, o nosso objetivo é bem conhecido por todos. Pelo balneário e pela estrutura. A imprensa é que falou na Europa. O nosso objetivo é atingir os 30 pontos, que cremos que nos dá a permanência. O que vier a mais será bom. Os jogadores têm feito uma época boa. Hoje foi apenas um dia mau.»

«O meu futuro? Foi um mau jogo da nossa parte.»

Jorge Jesus, treinador do Benfica, à Benfica TV 

«A equipa teve muita qualidade de jogo, foi forte. Jogámos com uma equipa muito organizada atrás. Não foi fácil passar a primeira linha, mas depois a qualidade da equipa permitiu fazer dois golos e merecíamos um terceiro antes do intervalo. Parabéns ao público e à equipa. 50 mil pessoas é uma maneira de nos transmitirem confiança. Esta vitória é para os adeptos.

O próximo jogo é com o FC Porto, temos de nos focar nisso. O Benfica pode levar mais adeptos ao Dragão na Taça do que em jogos do campeonato. Agora até ao fim é jogar e descansar, mais nada».

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, em declarações após o jogo com a Académica, da jornada 24 da Liga 2013/14 e que terminou com um triunfo encarnado por 3-0: 

«É uma entrada dentro daquilo que temos feito no nosso estádio, muito confiantes e conhecendo os processos defensivos dos adversários. A Académica apareceu muito bem estruturada na primeira e segunda linha e quando passámos essas linhas o jogo tornou-se mais fácil. Fizemos dois golos, mesmo a acabar a primeira parte merecíamos o 3-0, numa jogada do Siqueira de envolvimento coletivo. Pode pensar-se que o jogo foi fácil, mas não foi. Os jogadores tornaram-no como tal, pela mobilidade e pelo respeito que tivemos pela Académica. A vitória é que importava, foi 3-0, mas mais golo, menos golo não era importante para nós.»

«A Académica não apresentou um posicionamento mais defensivo. Usou um sistema que habitualmente usa. Um 4x5x1 a defender que tapou muito bem os corredores ao Benfica. Mas a equipa está adaptada às ideias dos adversários e tem de procurar caminhos. Conforme o jogo vai ditando temos de ter criatividade coletiva e individual. O 2-0 à meia hora tornou o jogo taticamente e psicologicamente difícil para a Académica. A Académica já tirou pontos em Alvalade e ao FC Porto. A Académica foi igual ao Estoril, a vitória deve-se ao mérito dos jogadores do Benfica.»

Marinho, jogador da Académica, analisa a derrota na Luz (3-0): 

«Foi um jogo que não foi bem conseguido da nossa parte. A nossa estratégia não resultou, não a conseguimos colocar em prática e tivemos grandes dificuldades.»

[mas no que diz respeito à classificação sentem-se tranquilos?] «Temos sempre de desconfiar. Sabemos que não está nada conseguido, matematicamente. É um chavão mas é verdade: temos de pensar no próximo jogo para atingir a meta dos 30 pontos, pensando na permanência da Académica.»

[sobre as críticas de Sérgio Conceição à equipa] «Não é hábito dar tantas facilidades ao adversário. A forma como interpretámos a estratégia se calhar não foi a melhor. Resta pensar no próximo jogo.»

Lima, avançado, à Benfica TV 

«Vitória muito importante. O público foi fundamental. Equipa empenhou-se e voltou a jogar bem. Procuro fazer sempre golos, mas marcar com frequência à Académica é mera coincidência. É uma boa equipa, de resto, mas o Benfica foi muito forte. Temos de continuar assim.

Ricardo, guarda-redes da Académica 

«Os golos cedo foram fatais. Estratégia era tentar adiar o golo do Benfica. Sofreu cedo não ajuda. Abrimos espaço, concedemos mais oportunidades. Tínhamos aposta na nossa consistência defensiva, mas o Benfica foi mais forte, temos de dar-lhe os parabéns.

Ao minuto 

90'Vitória folgada do líder, com momentos de futebol bem vistosos. Exibição segura e firme.
90'FIM DO Benfica, (3) - Académica, (0)
90'RICARDO NEGA O GOLO A LIMA! Só dá Benfica!
90'Três minutos de compensação...
90'SALVIO ATIRA À BARRA, após combinação com Sílvio!
89'Magique remata de longe, para defesa fácil de Oblak.
77'Números oficiais: 49.320 espectadores.
75'Entra Ruben Amorim (Benfica)
75'Sai Enzo Pérez (Benfica)
75'Entra G. Magique (Académica)
74'Sai Marcos Paulo (Académica)
74'Grande livre direto de Marcos Paulo, que parece ainda roçar o poste!
73'Entra Cardozo (Benfica)
73'Sai Rodrigo (Benfica)
69'Contra-ataque do Benfica, conduzido por Enzo, que abre na esquerda em Markovic, mas este decide mal.
68'Rafael Lopes aparece ao primeiro poste, após cruzamento de Djavan, e a bola sai bem perto!
65'Entra Salvio (Benfica)
65'Sai N. Gaitán (Benfica)
64'Remate de Fejsa por cima.
63'Rodrigo ao poste!!! Passe longo de Gaitán, Halliche decide dominar a bola e é desarmado por Rodrigo, que contorna Ricardo e atira ao ferro.
61'Entra Marinho (Académica)
61'Sai Salvador Agra (Académica)
60'O argentino tabela com Rodrigo à entrada da área, aguenta a carga e depois finaliza de pé esquerdo, diante de Ricardo.
60'Assistência para golo de Rodrigo.
60'Assistência para golo de Markovic.
59'GOOOOOOOOOOOOOOOOOLO de Enzo Pérez.
59'Remate disparatado de Rafael Lopes, de muito longe. Pede logo desculpa aos colegas.
51'Rodrigo cabeceia para fora, dá canto.
50'Cartão amarelo para Marcos Paulo.
46'Gueye sai lesionado.
46'Sai M. Gueye (Académica)
46'Entra Rafael Lopes (Académica)
46'Recomeça o Benfica - Académica
45'Intervalo no Benfica - Académica
45'Mais uma grande jogada do Benfica. Esteve à vista o terceiro, mas Ricardo negou o golo a Siqueira. O lateral tabelou primeiro com Markovic e depois com Rodrigo, sempre com toques habilidosos pelo meio.
45'Dois minutos de compensação...
39'Pontapé acrobático de Markovic, ao lado.
38'Boa pressão de Lima sobre Ricardo, que ainda assim conseguiu pontapear a bola, no limite.
34'Gaitán tenta a sorte de longe, mas a bola bate nas pernas de Halliche.
31'GOIANO EVITA O GOLO!! Gaitán aparece solto na entrada da área e remata para defesa do Ricardo. A bola ressalta para trás mas Marcelo Goiano corta de cabeça!
30'Grande jogada do Benfica, desde a sua área até ao lado contrário, embora pelo meio Makelele ainda tenha intercetado um passe. Mas depois Sílvio lançou Markovic na direita e este cruzou rasteiro, para a boca da baliza, e Lima encostou.
28'GOOOOOOOOOOOOOOOOOLO de Lima.
18'Sérgio Conceição não está satisfeito. Pede mais dinâmica na circulação de bola.
18'Moussa Gueye remata de ângulo difícil, por cima.
15'Cartão amarelo para Salvador Agra.
14'Remate de Gaitán para defesa de Ricardo
13'Rodrigo rematou ao poste, Halliche remata contra o pé de Lima. Tão mal a defesa da Académica. Muita gente a dormir. Tudo começou num lançamento lateral favorável aos estudantes.
11'GOOOOOOOOOOOOOOOOOLO de Lima.
11'Benfica com dificuldade em descobrir espaço.
10'Gueye remata fraco.
9'Bola fácil para Ricardo.
8'Boa organização da Académica, até ver.
8'Cruzamento de Marcelo, corta Luisão.
7'Atraso de Halliche, Ricardo prefere não agarrar.
5'Bola chega a Oblak.
3'Falta de Fejsa sobre Marcos Paulo.
2'Canto para o Benfica.
2'Fora de jogo a Diogo Valente.
1'Começa o Benfica - Académica
0'Minuto de silêncio.
0'Conversam os capitães.
0'Ouve-se o hino do Benfica.
0'Tudo pronto, voa a águia.
0'A Académica apresenta o onze esperado. No Benfica há uma novidade: Sílvio, que tinha falhado o Tottenham por castigo, será o lateral direito. Maxi fica no banco.
0'ACADÉMICA: Ricardo; Marcelo Goiano, João Real, Halliche, Djavan; Fernando Alexandre, Makelélé, Marcos Paulo; Agra, Diogo Valente; Moussa Gueye
0'BENFICA: Oblak; Sílvio, Luisão, Garay, Siqueira; Markovic, Enzo, Fejsa, Gaitán; Rodrigo e Lima
0'Vem aí a folha com a constituição oficial das equipas...
0'Os guarda-redes de ambas as equipas já aquecem
0'Conceição foi treinador por Jorge Jesus no Felgueiras e não teve problemas em chamar o técnico do Benfica de mestre, na conferência de imprensa de antevisão à partida.
0'Refira-se ainda que a partida marca o confronto entre dois amigos: Jorge Jesus e Sérgio Conceição, os treinadores.
0'Os estudantes procuram o tão ansiado, e declarado, objetivo dos 30 pontos, a meta como definiram ser o porto segura para a permanência na Liga.
0'A Académica não perde há cinco jogos, embora só tenha ganho um desses quatro. Ainda assim, tem-se provado uma defesa difícil de bater: no mesmo período, sofreu apenas um golo em cinco partidas.
0'Do outro lado está uma Académica que venceu poucas vezes na Luz. No entanto, das quatro vitórias que tem neste palco, três foram conseguidas nos anos de 2008, 2009 e 2010, depois de um jejum de mais de cinquenta anos.
0'E no campeonato, o líder Benfica viu o Sporting encurtar a distância para quatro pontos, o que significa que os encarnados precisam de mais três pontos para repor a diferença com que a jornada se iniciou e, assim, passarem mais uma etapa.
0'Porém, Jorge Jesus quer todo o Benfica concentrado no campeonato. Tanto assim é que recusou, inclusive, comentar o sorteio da Liga Europa que colocou o AZ na rota dos encarnados.
0'A equipa encarnada vem de um empate na Liga Europa com o Tottenham neste mesmo estádio e o jogo com os estudantes precede também uma importante deslocação ao Dragão, para defrontar o FC Porto na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.
0'O Benfica volta a jogar na Luz, onde não perdeu nos últimos 42 jogos. Uma montanha para a Académica, portanto.
0'Boa tarde e seja bem-vindo ao Benfica-Académica, partida da jornada 24 da Liga 2013/14 e que o Maisfutebol acompanha AO VIVO! FIQUE LIGADO!

in maisfutebol
fotos in tvi24

23 de março de 2014

2013/2014 - 25J - Académica - Olhanense: Horário: Dom, 30Mar, 16H

JORNADA 25
BELENENSES28/MAR
20H00
SPORTTV
P. FERREIRA
SPORTING29/MAR
20H15
SPORTTV
V. GUIMARÃES
AROUCA30/MAR
16H00
V. SETÚBAL
ACADÉMICA30/MAR
16H00
OLHANENSE
ESTORIL30/MAR
16H00
RIO AVE
GIL VICENTE30/MAR
16H00
MARÍTIMO
BRAGA30/MAR
17H00
SPORTTV
BENFICA
NACIONAL30/MAR
19H15
SPORTTV
PORTO

2013/2014 - 24J - Benfica - Académica: Antevisão: o mestre e os estudantes

Líder recebe equipa de Coimbra na Luz, às 18 horas deste domingo 

Benfica-Académica (antevisão): o mestre e os estudantes

Momento 

Benfica 

Os encarnados levam 42 jogos seguidos sem perder na Luz, atravessam um período de grande fulgor, que lhes permitiu terminar a jornada anterior com o melhor ataque, a melhor defesa e uma liderança de sete pontos de diferença para o segundo classificado. Ainda assim, a Luz preocupou-se na quinta-feira. O jogo com o Tottenham terá de servir de aviso à equipa encarnada de que qualquer desconcentração pode ser fatal, numa partida em que o técnico Jorge Jesus reencontra o amigo Sérgio Conceição, o qual orientou quando o treinador dos estudantes era jogador

Académica

Os estudantes procuram o ansiado ponto 30 do campeonato. Há muito que o definiram como meta, para ficarem a salvo de uma qualquer surpresa que a luta pela permanência possa reservar. A Académica não perde há cinco jogos e foi quase grão a grão que descansou no campeonato. Desses cinco, venceu apenas um. E, atenção, sofreu um golo apenas.


Discurso

O treinador do Benfica, Jorge Jesus: «Às vezes os jogos que parecem mais fáceis são os mais difíceis, o campeonato é competitivo, as equipas conhecem-se bem e os treinadores portugueses são muito espertos, na minha opinião são os melhores do mundo a nível tático. Os treinadores portugueses conseguem fazer equilíbrios em função da tática da outra equipa, mas nós sabemos que somos uma equipa forte, que desmonta muitas estratégias defensivas bem concebidas, pela qualidade da equipa e individual. Amanhã [domingo] jogamos frente a um jovem treinador, que vai ser um excelente treinador.»
O treinador da Académica, Sérgio Conceição: «Se pontuarmos, atingimos o nosso objetivo dos 30 pontos. Queremos dar continuidade aos bons resultados. Temos de estar a um nível elevado, não só defensivamente. Quando atacarmos, temos de ser muito objetivos e pragmáticos, e ter atenção a esse momento, porque se o Benfica recupera a bola nessa altura, o contragolpe do mestre Jesus pode ser fatal.»

Ausências

Benfica: nada a assinalar

Académica: Ivanildo (lesionado)

Histórico de confrontos
O saldo é claramente aos encarnados. A Académica só venceu o Benfica na Luz em quatro ocasiões. Mas também é verdade que depois de ter quebrado um jejum de mais de 50 anos, conseguiu fazê-lo com alguma frequência. O confronto direto pode ver aqui.

Equipas prováveis

Benfica



Académica